Variedades

Testes de avaliação da viabilidade e do vigor em sementes de mamona

A avaliação da qualidade fisiológica das sementes é um fator fundamental e de grande valia para os diversos segmentos que compõem um sistema de produção de sementes, contribuindo significativamente para a manutenção e o aprimoramento da qualidade deste insumo básico, com reflexos diretos na produtividade agrícola. Com o objetivo de avaliar diferentes testes para a determinação da viabilidade e do vigor de sementes de mamona, utilizaram-se quatro lotes de sementes de mamona, cultivar Guarani, do ano agrícola 2001/02. A qualidade das sementes foi determinada pelos seguintes testes: determinação de teor de água, germinação, primeira contagem de germinação, condutividade elétrica, pH do exsudato (fenalftaleína) e massa de 1000 sementes. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey, em nível de 5% de probabilidade. Concluiu-se que os testes de primeira contagem, germinação e pH do exsudato mostraram-se eficientes na diferenciação de lotes em níveis de qualidade. Já o teste de condutividade elétrica, devido possivelmente à baixa permeabilidade do tegumento, não conseguiu diferenciar a qualidade fisiológica dos lotes de sementes.

Fonte: biodieselbr.com