Trigo

Tecnologia impulsiona produção agrícola no DF

01/04/2014

A produção agrícola do Distrito Federal é a mais eficaz do Brasil. É isso que apontam os estudos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) sobre a safra 2013/2014. Segundo o levantamento mais recente, divulgado na semana passada, os produtores brasilienses devem alcançar as melhores produtividades do país nas principais culturas: soja, milho e feijão, além do trigo e do sorgo. O bom rendimento das lavouras deve elevar em quase 20% o total de grãos produzidos em Brasília em comparação à colheita anterior.

A oportunidade de o agricultor conhecer e obter novas tecnologias e conhecimento técnico é primordial para o sucesso das lavouras, afirma o presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), Leomar Cenci. Segundo ele, para aproximar o homem do campo das novidades tecnológicas do mercado, a AgroBrasília 2014 espera intensa participação de empresas, instituições financeiras, órgãos públicos e produtores, e deve registrar mais um recorde de negócios. “Os ótimos resultados das lavouras da região tornam o cenário da AgroBrasília 2014 ainda mais propício para as negociações. Com a produção em alta, o agricultor se capitaliza e sabe que pode e deve investir ainda mais na atividade, pois é isso que garante tamanho retorno das plantações. E na Feira ele vai encontrar tudo que torna essa agricultura viável e tão eficaz: máquinas, insumos, crédito, além do suporte dos principais órgãos e instituições ligadas ao setor”, conclui Cenci.

Destaque nacional
Apesar de a área plantada ser um das menores do país, devido às proporções territoriais do DF, o rendimento das plantas cultivadas aqui surpreende. O feito se deve, justamente, à tecnologia de ponta exposta na AgroBrasília e utilizada nas fazendas: maquinário, irrigação, material genético de qualidade. A produtividade média atual das lavouras de grãos do DF é de 5.564 kg/ha, quase 40% maior que a nacional, de 3.406 kg/ha.

O trigo, cultivado no DF exclusivamente em sistemas de irrigação, é o mais produtivo do mundo, com média de 7.000 kg/ha. Em menos de dois mil hectares, a produção desta safra deve ser de 12,6 mil toneladas do grão. Tudo isso é processado e industrializado na Coopa-DF e vira a Farinha Buriti, utilizada na rede de padarias de Brasília.

Fonte: Agrolink