Suinos

Suino têm demanda elevada devido ao preço do boi

O suíno está ganhando espaço na mesa do brasileiro com a alta do preço da carne vermelha, mudando o hábito dos consumidores.

Suino têm demanda elevada devido ao preço do boi

Nos supermercados, já possível perceber o movimento de transferência do consumo, com as carnes brancas ganhando espaço na mesa dos brasileiros. A arroba do boi gordo subiu 14% somente em outubro e acumula valorização anual de mais de 50%, conforme o Centro de Pesquisa em Economia Apliada (Cepea) da Universidade de São Paulo (USP). Impulsionadas pelo boi, proteínas tradicionalmente mais baratas, como o frango e o suíno também subiram de forma expressiva. Além disso, à medida que se aproxima o final do ano, o consumo de carnes tende a crescer com o pagamento do décimo terceiro salário e bonificações.

Com a alta do preço no mercado nos últimos meses os criadores de suínos em Minas Gerais estão otimistas. O valor pago atualmente pelo quilo do animal vivo está 25% maior do que no mesmo período do ano passado. Embora o custo de produção tenha aumentado nos últimos meses, o que está agradando aos suinocultores é o valor que recebem pelo quilo do suíno vivo, que atualmente está sendo comercializado na região por R$ 3,50, como informou a Associação de Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg).

O mesmo cenário se repete em Santa Catarina, onde os suinocultores independentes têm recebido R$2,95 pelo quilo vivo do suíno, valor R$ 0,05 a mais que na semana anterior, segundo informações da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS).

Como reflexo da grande comercialização de carne suína, o estado de São Paulo também apresentou mudanças nos últimos meses. Nesta semana, a bolsa de suínos do estado vendeu 6.890 animais entre R$ 63,00 e 65,00/@, o equivalente a R$ 3,36 e R$ 3,46 o quilo do suíno vivo, respectivamente.

Fonte: http://www.suinoculturaindustrial.com.br

http://www.informativorural.com.br/conteudo.php?tit=suino_tem_demanda_elevada_devido_ao_preco_do_boi&id=150