Notícias

Suinocultura Copercampos: 2014 superou expectativas

28/01/2015

O Brasil é o segundo maior produtor de carnes e o maior exportador mundial. Em 2014 o país produziu cerca de 26 milhões de toneladas, o que representa em torno de 10% da produção global de carnes.

Em 2014 a pecuária foi o setor com melhor desempenho, contribuindo para os resultados positivos do PIB. Contou com custos de produções mais baixos, devido à redução nas cotações da soja e do milho, e demandas interna e externa aquecidas. No caso da carne suína, os destaques são a elevação no preço médio, o aumento de vendas para Rússia e Japão, a reabertura do mercado da África do Sul e os primeiros embarques de Santa Catarina para os Estados Unidos.

A participação russa nas exportações suínas brasileiras, aliás, intensificada após a crise com a Ucrânia e o consequente embargo a produtos de Estados Unidos e União Europeia, é o grande destaque do setor em 2014. Somente em outubro o país representou 46,68% nos embarques em volume (23.755 toneladas) e 60,67% em valor (US$ 120,29 milhões).

Para 2015, o setor de proteína animal é o que tem expectativas mais otimistas. A tendência é que o bom desempenho da suinocultura e bovinocultura de corte se repita. Ambos os segmentos sentem o reflexo do abate de matrizes em anos anteriores e têm oferta enxuta. Em contrapartida, têm demanda crescente tanto internamente quanto externamente.

Alguns países já sinalizaram a reaproximação e podem ampliar o potencial da suinocultura nacional. Entre todas as notícias positivas recentes, que vão do combate interno a doenças recorrentes até a reabertura de alguns mercados, como o sul-africano, nenhuma simboliza tanto o importante momento que a primeira venda brasileira de carne suína aos Estados Unidos.

Existem bons motivos para comemorar o excelente padrão sanitário e de qualidades da carne suína do Brasil.

O mercado externo mostra-se favorável as exportações brasileiras de carnes, com o crescimento da demanda ocasionado pelo aumento da população e da renda, e a urbanização que favorece o consumo de proteínas animais. Ao mesmo tempo, alguns dos países exportadores enfrentaram problemas que as obrigaram a restringir a oferta no mercado internacional. Para 2015 a expectativa é abrir o mercado da Coréia do Sul.

Suinocultura Copercampos

ALVO E PRODUÇÃO 2014 DE LEITÕES POR GRANJA
GRANJA ALVO 2014 PRODUÇÃO 2014 DIFERENÇA
GRANJA IBICUÍ 83.196 88.168  4.972
GRANJA FLORESTA 137.496    145.133  7.637
GRANJA PINHEIROS 88.404    100.014 11.610
GRANJA ERVAL VELHO 10.830 10.292   -538
GRANJAS INICIADORES 39.500 45.237  5.737
Total Geral   359.426    388.844      29.418

 

SAÍDA ANUAL DE SUÍNOS POR TIPO DE COMERCIALIZAÇÃO
TIPO DE SAÍDA SUÍNOS PARA ABATE FÊMEAS PARA REPRODUÇÃO
ANO BASE 2013 2014 2013 2014
Número de cabeças comercializadas 320.820 342.887 32.936 41.618

 

 

Fonte: Copercampos