Soja

Sojicultores do MT já usam 1º fungicida à base de carboxamida do País

29/10/2013

 

Na última semana, o estado do Mato Grosso recebeu o primeiro lote do novo fungicida da BASF à base de carboxamida, aprovado recentemente pelas autoridades brasileiras para combater a ferrugem asiática da soja, principal doença da cultura. Trata-se do Orkestra™SC  , produto lançado este mês pela BASF que atua de modo diferenciado no sistema respiratório dos fungos, possibilitando a alternância de mecanismos de ação, contribuindo  para o manejo de resitência das doenças.

“Cada safra pode ser comparado como o dia primeiro de janeiro. É nosso ano-novo. E como em toda virada de ano, as expectativas são as melhores. Novos planos, novas apostas. E o Orkestra™SC  é a nossa aposta para a safra 2013/2014. Acredito nesta nova geração de fungicida para o tratamento e combate das doenças da soja, como a ferrugem, além de outras doenças que comprometem nossa produção. Os produtos que estavam no mercado pareciam não responder com tanta eficiência e estava na hora de vir algo novo para  ajudar no manejo. E é nisto que estamos apostando, num resultado surpreendente”, afirma Rogério Ferrarin, diretor executivo do grupo GGF de Lucas do Rio Verde.

A ferrugem asiática é considerada a principal doença que ataca a cultura de soja. Na última safra, que chegou a  81 milhões de toneladas (Conab), a cultura amargou prejuízo de US$ 1 bilhão apenas no estado  de Mato Grosso, segundo dados da Associação Brasileira de Produtores de Soja (Aprosoja). “A nova combinação contribui para o aumento da produtividade e reduz as perdas ocasionadas pela doença”, afirma Carlo Luz, gerente do Departamento de Marketing de Cultivos Extensivos da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para o Brasil.

O ingrediente ativo já está presente em cerca de 30 países e agora está no Brasil. “O produto será a melhor opção para o agricultor no controle das principais doenças da soja. A BASF mais uma vez atua como pioneira no Brasil, após ter introduzido e tratado cerca de 120 milhões de hectares com o consolidado fungicida Opera® ”, finaliza Luz.

 

Fonte: Agrolink