Soja

Soja volta a subir com altas do Dólar e Chicago

08/08/2018

As cotações da soja tiveram nesta terça-feira (07.08) um dia de perdas no mercado físico brasileiro, diante das altas de 0,98% no Dólar e 1,36% na Bolsa de Chicago. De acordo com os índices do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), apurados junto aos diversos participantes do mercado, o preço de exportação caiu 0,57% nos portos e 1,07% no mercado interno.

Segundo destaca o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, os preços da soja no Brasil tiveram aumento para R$ 87,72/saca nos terminais portuários, reduzindo a queda mensal para 2,02%. Houve também aumento para R$ 81,90/saca nas praças do interior, reduzindo a queda mensal para 1,49%, segundo a mesma pesquisa Cepea.

“A razão foi uma feliz e rara confluência de alta dos três fatores principais que influenciam o preço da oleaginosa: o dólar subiu 0,98%, Chicago subiu 1,36% e os prêmios do grão permaneceram inalterados para agosto, caíram 10 cents/bushel para setembro, mas subiram 25 cents/bushel para outubro e 45 para fevereiro, dando bom suporte aos compradores”, explica Pacheco.

De acordo com ele, a alta da soja no mercado interno poderia ter sido ainda maior, se os prêmios de exportação do farelo não tivessem diminuído, embora os prêmios os do óleo tenham se mantido estáveis, na alta.

Segundo a pesquisadora da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac), do Ipea, Ana Cecília Kreter, o volume de soja exportada pelo Brasil não foi afetado pela greve dos caminhoneiros, em maio.

Fonte: Agrolink