Soja

Soja: expectativa é produzir 30 milhões de toneladas no Mato Grosso

22/09/2016

O aumento na produção é baseado nas previsões climáticas mais favoráveis para este ciclo

Foi dada a largada para o plantio de soja em todo o país. A cerimônia ocorreu ontem, na Embrapa Agrossilvipastorial, em Sinop. Para a temporada 2016/2017, a previsão é que sejam colhidas quase 30 milhões de toneladas em Mato Grosso. Se confirmada a estimativa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o volume colhido será 7,5% superior ao obtido na última temporada, quando chegou a 27,811 milhões (t).

O aumento na produção é baseado nas previsões climáticas mais favoráveis para este ciclo, sob influência do fenômeno La Niña, que diferentemente do El Niño, garantirá mais chuvas durante a safra. Além disso, a incorporação de novas áreas de cultivo se mantém, lembra o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Endrigo Dalcin. “Temos grandes chances de atingir o volume projetado. As previsões do clima já são melhores, mas teremos menos áreas de abertura”.

Em Mato Grosso, até a safra passada vinham sendo incorporados cerca de 700 mil hectares por ano, em média, à área de plantio já consolidada. “Nesta safra devemos ter cerca de 60 mil (ha) de área de abertura, distribuídos em todas as regiões do Estado”. Produtor rural de Diamantino, José Aparecido Cazeta diz que ainda não começou a plantar a soja. “Só depois que chover. A última chuva aqui na região foi no fim do vazio sanitário, depois não choveu mais”.

Ele irá cultivar 2,5 mil hectares e diz que é muito impreciso falar em produtividade por causa da inconstância do clima. “Mas, se chover bem no fim deste mês não haverá problema para plantar e para as lavouras se desenvolverem”.

Esta semana o Imea divulgou novos números para as safras 15/16 e 16/17 da soja no Estado. Para a safra 15/16, houve elevação na área, que foi consolidada por meio do Método de Sensoriamento Remoto, em 9,31 milhões (ha). Com a produtividade já firmada no relatório anterior em 49,8 sacas/ha, a produção da safra se consolidou em 27,811 milhões (t), confirmando o 1º recuo após 6 safras recordes. Para o ciclo atual, devido ao acréscimo da área na safra anterior, houve também a expectativa de área elevada para 9,370 milhões (ha).

Por causa do leve otimismo do mercado com relação às condições climáticas da nova safra, a produtividade apresentou pequeno aumento ante o relatório anterior, saindo de 53,06 sacas/ha para 53,19 sacas/ha. Isso reflete na produção de 29,9 milhões (t), com a ajuda do clima.

Ontem e hoje, Sinop sediou debates relacionados à produção da soja e os desafios para a temporada 2016/2017, com a participação de produtores rurais, autoridades e pesquisadores. O evento foi realizado na sede da Embrapa Agrossilvipastoril.

Fonte: Agronotícias MT