Soja

Soja: Diferença entre preços de compra e venda diminui liquidez no Brasil

Publicado em 12/12/2016

As negociações de soja no mercado brasileiro seguem enfraquecidas, agora influenciadas por estimativas indicando safra cheia na América do Sul, pela oferta ampla nos Estados Unidos e pela valorização do Real frente ao dólar. Ainda assim, as ofertas de vendas de produtores seguem acima da paridade de exportação, enquanto compradores ativos, atentos à possibilidade de safra nacional recorde, tentam adquirir a soja a valores menores.

Como resultado, observa-se diferença de 4 a 5 reais/saca entre as ofertas de compra e de venda. Do lado vendedor, conforme pesquisadores do Cepea, a retração está baseada em expectativas de dólar elevado em 2017, o que pode atrair compradores estrangeiros para o Brasil.

Entre 2 e 9 de dezembro, o Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá (PR), caiu 0,6%, fechando a R$ 79,60/saca de 60 kg na sexta-feira, 9. A média ponderada da soja no Paraná, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, fechou a R$ 76,01/sc 60 kg na sexta, queda de 0,5% em sete dias.

Fonte: Cepea