Defensivos

Software permite avaliar comportamento de insetos e diminuir uso de pesticidas nas lavouras

A demanda social pelo meio ambiente e alimentos livres de pesticidas, herbicidas e reguladores do crescimento têm imposto à ciência um novo paradigma de exploração dos recursos naturais à disposição da agricultura. A descoberta das substâncias que intermediam as relações entre organismos, denominadas semioquímicos, associada a estudos biológicos das espécies envolvidas, pode permitir o desenvolvimento de novos produtos para uso no manejo integrado de pragas. Pesquisas com semioquímicos para o controle biológico exigem não só a identificação e isolamento do semioquímicos, mas também o estudo do comportamento dos insetos em relação a esses semioquímicos.

Testes demonstrando a atividade comportamental dos componentes químicos são essenciais para a compreensão completa da sua função e dos mecanismos comportamentais do inseto diante ao estímulo químico, permitindo avaliar a viabilidade do uso destes semioquímicos no controle biológico. Para isto é necessário monitorar o comportamento do inseto, o que, tradicionalmente, é feito através da observação visual e registro manual pelo pesquisador.

Um sistema de alta eficiência para monitoramento do comportamento de insetos deve seguir os movimentos do inseto em tempo real e armazenar todas as informações possíveis como: tempo de residência em cada área da região monitorada, a velocidade, a tortuosidade e linearidade com que o inseto caminha quando estimulado. Este tipo de monitoramento é praticamente impossível de ser realizado por observação direta e registro simultâneo, sem a utilização de nenhum aparelho específico.

A análise por computador através de imagens de vídeo de animais em movimento foi desenvolvida e desde então uma série de pacotes e ferramentas vem sendo desenvolvida para diferentes animais. O sistema desenvolvido pela Embrapa Instrumentação em conjunto com a Embrapa Recursos Genéticos através de um projeto de software livre financiado pela FINEP permite fazer a análise e monitoramento do comportamento de insetos através de imagens, quando os mesmos estão expostos a estímulos de diferentes naturezas (olfativos, visuais ou vibracionais).

O desenvolvimento de um software para trabalhar com os principais insetos-praga e seus inimigos naturais presentes nas culturas brasileiras representa um grande avanço para os pesquisadores brasileiros, que atualmente fazem bioensaios visuais e manualmente.

O desenvolvimento no ambiente Windows, apesar de ser um sistema operacional que não é livre, se justifica uma vez que a maior parte das faculdades, escolas e institutos de pesquisa trabalham com esta plataforma. Isto não inviabiliza que o software tenha seu código fonte livre e seja instalado e desinstalado a qualquer momento. O desenvolvimento para Linux também será conduzido, numa segunda fase, levando em consideração a grande expansão no uso deste sistema operacional nos últimos anos.

Com o desenvolvimento deste software espera-se que os pesquisadores brasileiros que trabalham na área de comportamento de insetos tenham acesso a uma ferramenta, hoje não disponível ou inaccessível pelo custo, de uso geral para estudos de diferentes insetos e nas mais diversas situações.

O software desenvolvido está em fase de testes e ajustes na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia e, no final de 2005, espera-se que já esteja disponível pela internet.

Fonte:  http://www.agronline.com.br/artigos/artigo.php?id=244