Cana de Açúcar

Simpósio de Cana tem recorde de público com debates de sustentabilidade

Terminou nessa sexta-feira (08.07), o V Simpósio Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar, em Piracicaba (SP), evento que contou com intensas atividades, totalizando cinco painéis, 20 palestras e público de mais de 650 pessoas durante seus três dias

Assessoria de imprensa do V Simpósio Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar

Técnicos, empresários, consultores, fornecedores, estudantes e representantes de instituições privadas e públicas estiveram no local, além disso, compareceram 20 empresas patrocinadoras, 14 entidades apoiadoras e também 10 estandes presentes no local. Também estiveram presentes a imprensa local e especializada, com ampla cobertura nacional.

O Simpósio teve início na quarta-feira, e contou com a presença de Derli Dossa, chefe da assessoria de gestão estratégica do MAPA, debatendo sobre o Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e o código florestal. Já no segundo dia, o público pode conferir palestra ministrada por Paulo Cesar Trivelin, professor doutor da Universidade de São Paulo, sobre a contribuição da palha como fonte de nitrogênio. Na oportunidade foi apresentada uma simulação com base em resultados de pesquisas desenvolvidas no CENA, com enfoque no nitrogênio, demonstrando que a palha deixada em campo, na sua totalidade, traz grandes benefícios na redução de custos com adubos nitrogenados e potássicos. “Esses elementos associados a outros, relacionados com a manutenção no campo, poderá superar os ganhos econômicos, que atualmente muito se propala com a geração de energia elétrica e produção de etanol a partir dessa matriz”.

Para Pedro Henrique Luz, professor doutor da Universidade de São Paulo e também coordenador do Simpósio, o evento superou as expectativas. “O público compareceu em peso, o programa foi cumprido a risca, as palestras tiveram um teor técnico e corresponderam com o esperado. O Simpósio creceu muito em relação ao primeiro, e apesar de ser bianual já iremos começar as reuniões para o próximo em julho de 2013”.

Uma das palestras aguardadas no dia foi a do professor Pedro Henrique, que falou sobre o manejo dos sub-produtos. “A produção de fertilizante organomineral no sistema de produção de cana-de-açúcar aumenta a área aplicada com os sub-produtos podendo tripicá-las. Por outro lado, a associação de fertilizante orgânico com mineral aumenta a eficiência e potencializa essa produção”, completa.

Outro destaque foi o debate sobre novos produtos derivados da cana e a expansão do setor canavieiro realizada por Luiz Carlos Carvalho, diretor da Canaplan. Ele comentou que a agricultura, petróleo e química responderam no século XXI pelo lado positivo do século XX em qualidade de vida e desenvolvimento tecnológico, também destacou as novidades no mercado. “Temos como novidade no mercado o plástico biodegradavel, feito com o PHB que é obtido a partir da cana através de um contato completamente renovável e sustentável”.

O V Simpósio Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar foi promovido em parceria pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiróz (FEALQ) e pelo Grupo de Apoio à Pesquisa e Extensão (GAPE), sendo palco para a difusão de conhecimento prático e técnico, aliando experiências de renomados profissionais no setor com as tendências desse campo e os rumos das mais novas e relevantes pesquisas da área.

Fonte:  http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=simposio_de_cana_tem_recorde_de_publico_com_debates_de_sustentabilidade&id=58658