Seminário Sobre Manejo e Conservação de Solo é realizado pela Copagril

07/11/2014

Muita informação e aprendizado foi o que os associados, produtores, técnicos e acadêmicos tiveram nesta sexta-feira (7), no Seminário Sobre Manejo e Conservação de Solo, realizado pela Copagril, no auditório da Igreja de Deus, em Marechal Cândido Rondon.

O objetivo do evento é conscientizar técnicos e agricultores sobre o manejo e conservação dos recursos naturais, para que sejam usadas técnicas sustentáveis, prevenindo a erosão, conscientizando e incentivando a adoção de práticas conservacionistas.

A abertura do evento foi feita pelo diretor-presidente da Copagril, Ricardo Sílvio Chapla. Ele agradeceu a presença de todos que, mesmo com a chuva compareceram ao evento. “Com certeza sairão daqui com muitos aprendizados. Que todos possam se conscientizar sobre a prática que estão fazendo na sua propriedade e ver o que precisa mudar. Sempre que tiverem dúvidas quanto a lavoura, falem com os profissionais da área técnica da Copagril, eles estão a disposição para passar todas as orientações”, destacou.

Após, tiveram duas importantes palestras. A primeira intitulada ““Terraceamento agrícola, compactação e qualidade física do solo”, com o pesquisador de solos do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Dr. Jonez Fidalski. Ele forneceu orientações técnicas de espaçamentos entre terraços em plantio direto e apresentou resultados de pesquisas sobre compactação, práticas de manejo e conservação do solo e da água para o desenvolvimento de sistema de plantio direto com qualidade física do solo. “O que o produtor não pode deixar de fazer é andar na lavoura e conferir como ela está. Os dias chuvosos são os melhores para ver o que acontece com o solo”, frisou.

A segunda palestra teve como tema “O papel da fiscalização na conservação de solos e água”, com o engenheiro agrônomo e fiscal da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) da regional de Toledo, Ricardo Moraes Witzel. Ele abordou as legislações pertinentes ao uso do solo agrícola, direitos e deveres do produtor rural e a necessidade de retomada das técnicas de manejo e conservação de solos. “Todos devem se conscientizar em realizar as práticas conservacionistas, pois assim estarão praticando uma agricultura sustentável, que proporciona rentabilidade”, ressaltou.

Lembrando que, para o êxito na conservação de solo e água nas explorações agropecuárias, deve ser adotado um conjunto de práticas conservacionistas, fazendo com que os processos produtivos desenvolvidos nas propriedades agropecuárias da região sejam ambientalmente e economicamente sustentáveis. Assim, se evita que o produtor perca uma de suas maiores riquezas, que é o solo.

Fonte: Copagril