Laranja

Sem Faesp, SRB e indústria assinam estatuto de formação do Consecitrus

Publicado em 19/04/2012 14:10
Após dois anos de negociações, a indústria processadora de suco de laranja e a Sociedade Rural Brasileira (SRB) assinaram, enfim, o estatuto de formação do Consecitrus. A Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo) foi excluída da entidade, medida que foi tomada como represália depois que a federação vetou o ec de Agricultura João Sampaio como superintendente do conselho.
No acordo selado ontem pela CitrusBR (Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos) e a SRB, Sampaio será, porém, o  superintendente do Consecitrus.  “A meta agora é trazer para o conselho mais representantes dos produtores de laranja, cada um com a mesma representatividade da SRB”, disse o ex-secretário.
Agora, de acordo com o estatuto, o Consecitrus será formado por três representantes dos produtores rurais indicados pela SRB e mais três representando a indústria. O objetivo do presidente da SRB, Cesário Ramalho, agora é ser o mais “pluralista” possível.
“O Consecitrus é um importante passo para a citricultura brasileira, e a ideia agora é trazer para o conselho produtores interessados em somar forças”, disse o presidente da CitrusBR, Christian Lohbauer.

Fonte: Notícias Agrícolas // Carla Mendes