Milho

Seca e calor em SP, MS e PR afetam plantio de milho e elevam preços

11/02/2014

 

As altas temperaturas e o clima seco em parte de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná têm reduzido o ritmo de plantio da segunda safra de milho e elevado os preços do cereal, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), em alerta de mercado nesta terça-feira.

“Esse cenário, combinado às altas nos preços externos e à valorização do dólar frente ao Real, tem elevado as cotações domésticas na média das regiões acompanhadas pelo Cepea”, afirmou a instituição da Universidade de São Paulo.

o Indicador Esalq/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), subiu 6,45 por cento entre 31 de janeiro e 10 de fevereiro, fechando o período a 28,37 reais por saca.

Segundo o Cepea, de modo geral, “ainda há incertezas quanto ao impacto do clima sobre a temporada brasileira”.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou novas estimativas de safra de grãos nesta terça-feira, mas ressaltou que o levantamento não captou eventuais danos às lavouras.

O Cepea relatou ainda que o clima quente e seco em grande parte do centro-sul do país tem prejudicado a maioria das culturas, incluindo café, cana, tomate, cebola, alface, banana e mamão.

 

Fonte: Reuters