Soja

Safra de soja no município de Ijuí deverá ter redução média de 35%

18/03/2014

 

No atual estágio da soja está praticamente definido que em Ijuí o rendimento médio vai ficar em cerca de 35 sacas por hectare. O número representa quebra de 35% na produtividade em relação às 50 sacas projetadas no início da safra. Esse prejuízo decorre da falta de chuva.

Os dados foram levantados em reunião do Conselho Municipal de Estatísticas Agropecuárias que aconteceu na última sexta-feira, 14. O responsável pelo escritório municipal da Emater de Ijuí, Edewin Bernich, explica que mesmo que chova nos próximos dias, como há previsão, o quadro da soja não deve ter muita mudança, visto que a planta está na fase de maturação.

O que acontece com chuva a partir de agora é que as lavouras podem ter melhor uniformidade na maturação. Apenas as áreas de soja plantadas mais tardias podem ter algum benefício com a precipitação pluviométrica. Bernich aproveita para dizer que dificilmente alguma lavoura de soja em Ijuí neste ano vai ter parecer favorável para proagro.

Isso porque, para justificar o seguro, o rendimento não pode ultrapassar 14 sacas por hectare. Ele disse que já percorreu lavouras onde houve pedido de proagro e em todas a produtividade deve ficar em mais de 20 sacas. Para solicitar proagro os agricultores podem se dirigir diretamente à agência bancária onde efetuaram financiamento.

Edewin Bernich frisa que já houve colheita de soja entre um e dois por cento da área cultivada no município, com produtividade média de 35 sacas por hectare. Em relação ao milho, o rendimento médio em Ijuí está em cerca de 90 sacas por hectare, porém com lavouras que oscilam de 20 a 30 sacas até 150 sacas.

 

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí