Curiosidades

Russos desenvolvem novo “fertilizante inteligente”

14/09/2017

Um novo “fertilizante inteligente”, que combina adubo tradicional com um polímero biodegradável, está sendo desenvolvido pela Universidade Federal da Sibéria, em parceria com o centro científico KSC da Sucursal Siberiana da Academia Russa de Ciências (SB RAS). O objetivo é desacelerar o processo de decomposição e liberação de nutrientes no solo.

Os cientistas publicaram seus resultados no Journal of Agricultural and Food Chemistry. Segundo a professora e Chefe de Laboratório no Instituto de Biofísica do KSC, Tatiana Volova, está sendo criada uma nova geração de fertilizantes através do uso de materiais biodegradáveis. O adubo inteligente libera nitrogênio de maneira gradual, através da interação com a microflora do solo.

De acordo com o Portal World Fertilizer, para criar essa tecnologia, os pesquisadores usaram um polímero biodegradável chamado poli-3-hidroxibutirato. O pó do biopolímero foi misturado com farinha de madeira e nitrato de amônio. A massa resultante foi pressionada em comprimidos e utilizada nas experiências com trigo.

Os melhores resultados foram alcançados com fertilizantes embalados em proteção dupla. Neste caso, devido à lenta decomposição do polímero, o adubo em comprimidos foi fornecido ao solo com taxas relativamente estáveis durante dois meses.

Fonte: Agrolink