Pecuária

Reunião define agenda positiva para cadeia produtiva do leite

22/05/13

Com o objetivo de adotar ações para aprimorar a inspeção e o controle da produção de leite no Brasil, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), das indústrias de laticínios e dos produtores se reuniram nesta quarta-feira, 22 de maio, em Brasília. Durante o encontro, foi definida uma agenda de trabalho para nortear as próximas ações do Governo Federal e da iniciativa privada. O intuito é aumentar o rigor na seleção da matéria prima.

Um dos principais pontos da reunião foi quanto ao controle e monitoramento da etapa de transporte do leite cru à indústria. Como essa é uma relação comercial, o que foge da legislação da vigilância oficial, a proposta ainda deve ser discutida no âmbito jurídico. Atualmente, cabe ao Mapa a verificação do cumprimento das normas legais por parte dos estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Federal.

Outro ponto proposto é o fortalecimento do Programa Nacional de Qualidade do Leite (PNQL), para que seja adotado também por todos os serviços de inspeção estadual e municipal do país. Essa etapa é importante para garantir que um produto recusado por empresas de inspeção federal não seja admitido em estabelecimentos sob fiscalização das demais instâncias oficiais.

 

Também foi discutido o aperfeiçoamento das análises laboratoriais para a seleção de matéria prima na plataforma de produção das indústrias. O intuito é buscar provas analíticas mais eficientes e ágeis para identificar irregularidades.
Além dos processos de inspeção, os participantes trataram do aprimoramento do sistema de rastreabilidade do leite cru em todos os elos da cadeia produtiva, desde o produtor até a oferta do produto lácteo ao consumidor. Atualmente, o sistema para análise da qualidade já é realizado nas fazendas e nas indústrias. A idéia é incluir a coleta de material também dos tanques dos caminhões de transporte. 

Todos os pontos serão discutidos por uma comissão público-privada que vai ser nomeada durante a próxima reunião extraordinária da Câmara Setorial do Leite, no próximo dia 7 de junho, em Brasília. O grupo terá a responsabilidade de definir documentos técnicos que viabilizem a adoção das propostas e que estas sejam incluídas na legislação oficial sobre o tema.