Sanitário

Reunião analisa situação da febre aftosa na América do Sul

08/04/2014

A Comissão Sul-Americana para a Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa) realizará a sua 41° reunião com o intuito de avaliar o progresso e recomendar ações para os programas nacionais de controle e erradicação da doença.

O evento acontecerá nos dias 10 e 11 de abril, no Hotel Sol de Oro, em Lima, no Peru, e contará com a participação do diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e presidente da Cosalfa, Guilherme Marques.

Segundo Marques, o objetivo é propor diretrizes sobre as oportunidades e desafios para manter e ampliar as conquistas alcançadas referentes ao controle e erradicação da febre aftosa na região, no âmbito do Plano de Ação do Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa (Phefa) 2011-2020.

Antecede a reunião, nos dias 7 e 8 de abril, um seminário internacional, cujo tema é “A vigilância com base em risco, uma ferramenta para consolidação do status de livre de febre aftosa” e terá como palestrante o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), Plínio Lopes.

Participarão do encontro representantes dos países membros da Cosalfa, diretores dos serviços veterinários oficiais, organismos especializados das Nações Unidas, agências de cooperação técnica e financeira internacionais e outras organizações intergovernamentais.

O evento, promovido pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa), conta com a parceria do Serviço Nacional de Saúde Agrária (Senasa), Ministério da Agricultura e Irrigação (Minagri) e do governo do Peru.

Criada em 1972 a Cosalfa é composta por 24 representantes do setor oficial e privado de 11 países da América do Sul e um da América Central, dentre eles: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guyana, Paraguai, Peru, Venezuela, Uruguai e Panamá.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento