Desperdício de Produção

Reciclagem de pneus

Anip recolhe mais 12.220 quilos de pneus em Tupã

Tupã voltou a receber ontem a carreta da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip) para a retirada de pneus inservíveis que estavam recolhidos no Ecoponto, localizado na rua Aimorés. De acordo com a Vigilância Ambiental, foram recolhidos ontem mais 12.220 quilos de pneus inutilizados.

Desde 2003, quando a prefeitura assinou convênio com a Anip para a retirada periódica do material, já foram recolhidos em Tupã mais de 795 mil quilos de pneus sem utilidade. Os pneus recolhidos pela Anip foram encaminhadas pela população ou deixados no Ecoponto por empresas e borracharias, após campanhas educativas junto à população.O recebimento de material é feito de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 12h30.

Além de atender às borracharias locais, o Ecoponto também beneficia outros municípios da região, como Arco-Íris, Herculândia, Quintana e Parapuã, que também encaminham seus pneus para Tupã. O trabalho de retirada dos pneus velhos é realizado sem ônus para a prefeitura, conforme prevê o convênio com a Anip.

Além de ajudar a combater a dengue, já que os pneus eram um dos principais criadouros da doença, a parceria também acarreta outros benefícios, como o combate à poluição, a garantia de destinação ecologicamente correta, a reciclagem da matéria-prima e a geração de energia.

Os pneus inutilizados são reaproveitados como combustível alternativo para as indústrias de cimento. Pelo seu alto poder calorífico, os pneus inservíveis são largamente utilizados como combustível alternativo em fornos de cimenteiras, em substituição ao coque de petróleo.

Os pneus não radiais são cortados em lâminas que servem para a fabricação de percintas utilizadas nas indústrias moveleiras e também na fabricação de solados de sapatos, além de borrachas de vedação e até dutos pluviais.

Mais recentemente, surgiram estudos para utilização dos pneus inservíveis como componentes para a fabricação de manta asfáltica e asfalto-borracha. Neste caso o pó de borracha proveniente da trituração de pneus inservíveis é adicionado à massa asfáltica. O asfalto-borracha tem uma vida útil maior, além de gerar um nível de ruído menor e oferecer maior segurança aos usuários das rodovias.

A borracha retirada dos pneus inservíveis dá ainda origem a uma grande variedade de artefatos, incluindo tapetes para automóveis, pisos industriais, pisos para quadras poli-esportivas, e artigos para jardinagem.

Fonte:  http://unisite.com.br/Politica/28208/Reciclagem-de-pneus.xhtml