Pecuária

Rebanho valorizado

02/01/2014

Cultivares plantadas precocemente já estão sendo colhidas em algumas regiões de Mato Grosso. A carne bovina segue rendendo receita recorde aos pecuaristas do Paraná. Após romper a barreira de R$ 100 em setembro, a arroba do boi gordo se manteve em alta e fechou 2013 ao preço médio de R$ 108 – patamar histórico para o setor, indicam dados da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab). A valorização é de 13% na comparação com a cotação de um ano atrás (R$ 96/arroba).

Na análise semanal feita pelo Laboratório de Pesquisas em Bovinocultura (Lapbov), vinculado à Universidade Federal do Paraná (UFPR), o indicativo também é de alta. Entre os dias 20 e 27 de dezembro o ganho acumulado sobre a semana anterior foi de 0,79% para o boi gordo, consolidando média de R$ 115/arroba no estado. O mercado estava aquecido no encerramento do ano. “Reflexo da alta demanda por carne por parte dos consumidores nesta época do ano”, avaliaram os técnicos do Lapbov.

O setor considera que a alta está relacionada ainda a fatores como o aumento no abate de matrizes, que acaba restringindo a oferta. Outro aspecto que pressionou os preços foram as geadas de julho e agosto, que prejudicaram as pastagens do estado.

Novo patamar

R$ 99,69 foi o preço médio da arroba do boi gordo em 2013, conforme a Seab. O valor é 7% maior que a média do ano anterior (R$ 93/arroba).

Fonte: Agronegócio Gazeta do Povo (AgroGP)