Reação de defesa do tomate provoca canibalismo entre lagartas

19/07/2017

Uma pesquisa da Universidade de Wisconsin (UW) determinou que o mecanismo de defesa dos tomateiros podem influenciar as lagartas a se tornarem canibais. De acordo com o estudo, publicado na seção Ecologia e Evolução da Revista Nature, o objetivo é forçar essas pragas (naturalmente herbívora) a se tornarem predatórias.

É sabido que as pragas herbívoras podem se tornar canibais quando há severa escassez de alimentos, e que algumas plantas influenciam as pragas a atacar outras espécies de insetos. A pesquisa, realizada pelo biólogo da UW John Orrock e equipe, induziu uma reação defensiva no tomate através do Jasmonato de metilo (methyl jasmonate, MeJA), um hormônio sinalizador de perigo iminente.

Quando os tomateiros detectam o MeJA, reagem produzindo toxinas que as tornam menos nutritivas para os insetos. Em seguida, as plantas foram expostas a lagartas de Spodoptera exigua. Após oito dias, as plantas de tomate mais acionadas com o hormônio perderam menos biomassa em comparação com as que receberam menos sinais.

Após dois dias, os pesquisadores observaram que as lagartas alimentadas com folhas das plantas tratadas voltaram para as larvas mortas e comeram mais delas do que aquelas alimentadas com folhas das plantas de controle.

Fonte: Agrolink