Raças caninas de D – M

DÁLMATA

Sua simpática vivacidade aliada a suas linhas harmoniosas e, principalmente a sua típica pelagem manchada fazem dele uma raça apreciada em todo o mundo. É, hoje em dia, um cão de companhia, que se destaca por sua inteligência e fidelidade ao dono.

Sua origem, parece ser antiga, apesar de poucos autores concordarem com a mesma teoria .Ilustrações descobertas na Grécia e no Oriente, reproduzem cães iguais ao Dálmata atual em linhas e pelagem. Alguns o consideram de origem dinamarquesa, o que justificaria o nome, adotado em alguns países como Pequeno Dinamarquês. É, de fato, muito difundido, ainda hoje, na Dinamarca.

Houve uma época em que o Dálmata era usado também como cão de caça, pois é dotado de um impressionante olfato. É, também, considerado um excelente cão de guarda, embora seja quieto e só lata quando realmente necessário. É um cão ativo e muito musculoso, de grandes linhas simétricas. Seus olhos são redondos, brilhantes, de expressão inteligente e moderadamente separados entre si. As orelhas de implantação um pouco alta são de tamanho moderado. A calda não é muito longa, é forte na raíz e vai-se afindo gradativamente até a ponta.

A pelagem é curta, dura, densa, fina, lisa e brilhante. A cor e as manchas representam os elementos mais importantes. A cor básica, em ambas as variedades é sempre o branco puro, sem mescla. A cor das manchas, na variedade com manchas cor de fígado, deve ser o castanho fígado; na variedade com manchas pretas, ao contrário, preto; quanto mais numerosas as manchas melhor. As manchas da cabeça, do focinho, das orelhas, dos membros e da calda devem ser menores que as do corpo.

Os exemplares machos medem de 55 à 60 cm.; na altura da cernelha. As fêmeas medem entre 50 e 55 cm. O peso médio para os machos é de 25 kg, para as fêmeas é de 22,5 kg.
DOBERMANN

O Dobermann é um elegante cão de trabalho, de andadura elástica e leve, capaz de cobrir terrenos extensos, especialmente apto a defesa e a guarda. Tem qualidades físicas e psíquicas fantásticas. É atento, obediente, muito fiel e de fácil adestramento devido à sua inteligência, à sua aptidão natural para a guarda, ao seu ótimo olfato, à sua vontade de trabalhar e à sua obediência.

De constituição robusta, o Dobermann é muito resistente, suporta bem às interpéries e, em qualquer circunstância está disposto a sacrificar a própria vida para proteger o dono.

É um cão de estrutura média, forte e bem musculosa. Os olhos tem forma ovalada e tamanho médio, castanho, o mais escuro possível.

O dorso é curto e forte e a pelagem curta, dura, espessa, lisa e nunca aderente. As cores são o preto, o castanho-escuro, ou o azul, com discretas manchas vermelho-ferrugem.

A altura, medida na altura da cernelha, é de 68 cm. no machos, com um máximo de 70 cm. As fêmeas, medem de 63, à 66 cm., com um máximo de 67 cm.
DOGUE ALEMÃO

Este maravilho gigante é um cão de origem alemã, que hoje em dia é criado em canis especializados por muitos países do mundo, com grande mérito.

O Dogue Alemão reúne na sua nobre aparência de constituição robusta e bem delineada, ferocidade, força e elegância.

Destaca-se por sua cabeça expressiva e não revela nervosismo algum, nem sequer nas grandes manifestações afetivas.

Exibe-se nobremente ante seus observadores.

 O caráter do Dogue é essencialmente amistoso, afetuoso com os familiares, em particular com as crianças, esquivo e desconfiado com estranhos. O pêlo é muito curto e espesso, é aderente e reluzente. A cauda do Dogue é de comprimento médio e os olhos são bem enquadrado, de tamanho médio, redondos, o mais escuro possível, com expressão vivaz e inteligente.

A altura mínima para os machos é de 80 cm. na altura da cernelha, e as fêmeas devem medir, pelo menos, 72 cm. É desejável, entretanto que esse limite seja superado.
FILA BRASILEIRO

O fila brasileiro é uma raça de trabalho que já conquistou numerosos adeptos, em muitos países.

O cão de fila, ou fila brasileiro, tem uma origem obscura, como a de tantas outras raças.

É possível indentificar no fila traços de algumas raças trazidas ao Brasil pelos colonizadores espanhóis e portugueses, como o bloodhound, o mastiff e o bulldog inglês, o que nos leva a supor sua descendência.

 É um cão de grande porte, acostumado à grandes espaços, e ideal para sítios e fazendas. Um típico molosso, o fila é desconfiado na presença de estranhos e não admite a menor familiaridade.

A altura do fila brasileiro varia de 65 cm à 75 cm para os machos, e de 60 cm à 70 cm para as fêmeas, medida sempre na altura da cernelha. O peso mínimo para a raça é de 40 kg, para as fêmeas, e de 50 kg, para os machos.
FOXHOUND INGLÊS

A raça é antiga, os primeiros registros tem data anterior ao século XIX, porém somente em 1964 foi reconhecida internacionalmente.

A hipótese aceita pela maioria dos autores é a de que a raça deriva do cruzamento de várias outras raças de sabujos, muito abundantes desde a antiguidade em toda a Grã-Bretanha.

O foxhound é, provavelmente, o farejador mais utilizado para caça a cavalo no mundo. É um farejador por excelência, muito forte e resistente, capaz de percorrer longas distâncias, e ainda executar suas funções de caçador sem se cansar. O foxhound é um cão bem balanceado, forte, de contornos bem definidos. É amigável, vigoroso e resistente, com habilidade natural para as atividades de caça. A pelagem é curta e densa, muito resistente as intempéries. Todas as cores e marcações de um cão de caça são admitidas. O foxhound tem em média entre 58 e 64 cm de altura, medidos sempre na altura da cernelha.
FOX TERRIER DURO

Excepcional caçador e muito versátil, o fox terrier de pelo duro já foi utilizado para caça a raposas e javalis. No entanto, é uma raça muito inteligente e valente, tendo sido assim, utilizado para inúmeras outras funções relacionadas a caça.

Sua região de origem é a Grã Bretanha e há registros muito antigos do fox terrier de pelo duro (séc. XVIII). A pelagem é densa, de textura dura, com sub pelo macio e curto. A cor da pelagem deve ser predominantemente branca, com marcas pretas, castanhas, ou pretas e castanhas.

A altuara máxima para os exemplares da raça é de 39 cm, medidos na altura da cernelha.

O peso deve variar entre 6,8 kg. a 7,7kg. nas fêmeas e 7,3 e 8,2 nos machos.
FOX TERRIER LISO

Já foi atribuído a este cão, o título de “pequeno atleta” canino. Sem dúvida, este é um título conquistado com merecimento.

O fox terrier de pelo liso é um belíssimo e típico cão de caça. Além de ser muito rápido, é também forte, ágil e inteligente. Possui temperamento alegre, é ativo, destemido, e amigável. Os olhos do fox terrier de pelo liso são pequenos, de cor escura, um pouco fundos.  A pelagem da raça é reta, lisa, dura e abundante. O branco deve ser a cor predominante. Todo branco, branco com castanho, preto e castanho ou com manchas pretas.

O peso do fox terrier de pelo liso fica entre 7,3 a 8,2 kg para os exemplares machos, e entre 6,8 a 7,7 kg para os exemplares fêmeas.
GOLDEN RETRIEVER

Alegre, ágil, forte, de movimentos leves, expressão mansa e caráter dócil. Essas características resumem os principais traços deste belíssimo cão de caça, que adora aprender e está sempre pronto ao trabalho. É muito inteligente, obediente e está apto a realizar as mais diversas funções.

De olhos escuros e corpo bem equilibrado, o Golden Retriever tem pelagem lisa ou ondulada, com franjas. O sub-pêlo é espesso e resistente à água. As cores aceitas são qualquer tonalidade de ouro ou creme, mas nunca vermelho. Alguma presença de pêlos brancos no peito é permitida.

 Os filhotes são alegres, brincalhões e muito ativos. Ficam sempre por perto, e adoram correr e brincar com os seus donos. Muito Companheiros, os Goldens, são amáveis e pacientes com as crianças. São dóceis com outros animais e pessoas desconhecidas, desde que socilizados ainda pequenos.

O pêlo pode ser escovado de 3 a 4 vezes por semana, e os banhos podem ser quinzenais, (somente a partir dos 2 meses de vida). A altura do Golden varia de 56 à 61 cm., na altura da cernelha, (para os machos), e de 51 à 56 cm. (para as fêmeas). O peso médio da raça é de 25 à 27 kg., proporcionais à altura do animal.
HUSKY SIBERIANO

É um cão de porte médio, de extrema agilidade e muito vigoroso. Originário de Sibéria, era usado para puxar trenós.

É muito popular nos Estados Unidos e no Canadá, e é extraordinariamente dócil e carinhoso com todas as pessoas.

 Sua pelagem é densa e comprida, formada por duas camadas de pêlo, sendo que o sub-pêlo é sedoso, espesso, um pouco lanoso. O pelo externo é igualmente sedoso e suave. Apresenta-se em todas as cores, inclusive o branco. Sua altura varia de 53 à 60 cm., nos machos e de 51 à 56 cm. nas fêmeas. O peso varia de 16 à 27 kg.
LHASA APSO

O Lhasa é um excelente cão de companhia, vindo do cruzamento entre o Terrier Tibetano e o Spaniel Tibetano.

De caráter alegre, cheio de segurança e desconfiado com estranhos, o Lhasa é um grande companheiro e também um cão de sentinela. Tem ouvido apuradíssimo, percebendo barulhos em longa distância. Seus olhos são escuros, de tamanho médio.

 A cauda é provida de franjas abundantes e é levada acima da garupa. A pelagem do Lhasa Apso é pesada, reta, dura, suficientemente longa e de sub-pêlo espesso.

A altura da raça fica entre os 22 e 25 cm., medidos na altura da cernelha. São muitas as cores aceitas, os exemplares mais facilmente encontrados são brancos com manchas em tons de caramelo ou pretas.
MALTÊS

O seu pelo longuíssimo é uma das características que o torna muito atrativo. É inteligente e afetuoso com o dono, alegre, expressivo, qualidades que fazem dele um maravilhoso cão de companhia.

A conformação geral do maltês é a de um cão pequeno em relação à sua forma. É um cão elegantíssimo, com cabeça, calda, membros cobertos de pêlo sedoso, branco, muito brilhante e longo.

O maltês mostra-se inteligente, de caráter vivaz e bastante apegado ao dono. figura entre os cães de companhia preferidos, pela brancura e vistosidade da rica pelagem. Os seus olhos expessam vivacidade e inteligência, são grandes e redondos; as orelhas tendem a ser triangulares de inserção larga e alta. São totalmente cobertas de pêlos longos, espessos, não ondulados, que chegam, pelo menos à ponta dos ombros.

O Maltês tem pelagem densa, clara, brilhante, pesada, muito longa e de textura sedosa. O comprimento médio do pêlo é de 22 cm.

Os exemplares machos da raça medem entre 21 e 25 cm., e as fêmeas entre 20 e 23 cm. O peso fica entre os 3 e 4 kg.
MASTIFF

Um poderoso cão de guarda, o mastiff é considerado uma raça tradicionalmente inglesa, apesar de alguns afirmarem que tem origem nas ilhas britânicas.

Seu antepassados devem ser buscados entre os mastins assírios, descendentes por sua vez do Mastim do Tibet.

O mastiff é um cão de trabalho, e já foi usado para muitas funções, em outros tempos: na caça, na guerra, para guarda pessoal e patrimonial. Hoje, é essencialmente um cão de guarda e de defesa. A cinofilia lhe tem grande estima, tanto por seus dotes estéticos como pelas qualidades psicofísicas.

 É, sem dúvida, um cão grande, volumoso, vigoroso e simétrico. É uma mistura de força, coragem, bom humor e docilidade. Tem um nariz largo, olhos pequenos e afastados, orelhas pequenas, finas ao tato.

A cauda tem implantação alta, é larga na raiz e vai se afinando até a ponta. A pelagem é curta e espessa, não muito fina nos ombros, no pesscoço e no dorso.

O mastiff, apesar de sua força, é um cão amoroso e tranquilo com a sua família. É desconfiado com estranhos, e sabe ser terrível, se for obrigado a atacar.
M. NAPOLETANO

É um excelente cão de guarda, muito dócil com a família e insuperável guardião de propriedades.

O Mastino é um cão muito equilibrado dotado de um apurado discernimento entre o bem e o mal, o certo e o errado.

Trata-se de um molosso muito antigo, descendente provavelmente do Mastim do Tibete. Registros da época da Roma Antiga, catalogaram a existência de um cão que obedece as características descritivas do Mastino.

 Estes cães eram usados para guarda das casas, devido ao seu tamanho e coloração do pêlo, que amedrontava os ladrões durante o dia, e passavam desapercebidos durante a noite.

No entanto, o Mastino, tal como o conhecemos hoje, foi apresentado à cinofilia em uma exposição na cidade de Nápoles no ano de 1946.

O pêlo é curto, denso e uniforme e a pele é solta. A altura varia de 65 à 72 cm. nos machos, e de 60 à 68 cm. nas fêmeas. O peso varia de 50 à 70 kg.

Fonte: http://www.guiaderacas.com/racas.shtml