Raças

Raças – Raças caninas de O – R

O.E.SHEEPDOG

Este simpático cão pastor, se difundiu, principalmente na Inglaterra, e tem como características a inteligência, a afetuosidade, seu jeito e latido inconfundíveis. É um cão de aspecto robusto, compacto, perfeitamente simétrico.

O corpo do Sheepdog é totalmente coberto por uma bela e abundante pelagem longa, formando cachos.

 O Old English Sheepdog não tem cauda, é um cão sólido, musculoso, hábil e de expressão inteligente. É dócil e tem caráter muito equilibrado.

O Old English Sheepdog é protetor, fiel, muito carinhoso com a sua família e particularmente paciente com as crianças. A altura média da raça é de 56 cm., medidos na altura da cernelha.
PASTOR ALEMÃO

Os cães de pastoreio demonstram coragem, inteligência e combatividade. Além disso, são fortes, velozes, e particularmente resistentes às grandes caminhadas e à interpérie.

O Pastor Alemão, é o mais conhecido cão pastor. É utilizado hoje em dia, principalmente como guardião e protetor, como auxiliar na luta contra o tráfico de entorpecentes, eficaz para resgate de pessoas feridas, guia de cegos, além de ser um companheiro insuperável.

É, sem dúvida um cão muito inteligente. Gosta do trabalho, e aprende com muita facilidade. Um ótimo companheiro, o Pastor Alemão deve também demonstrar coragem e dureza, em defesa do dono e de seus bens. É vigilante, fiel e manso com as crianças e os outros animais. Diante de estranhos demonstra desembaraço, e segurança.

O caráter é uma de suas qualidades mais importantes. Possui um sistema nervoso equilibrado, grande desenvoltura, vigilância, fidelidade, incorruptibilidade, e, além disso, coragem e engenho na defesa. Sua pelagem é dura, de cobertura espessa os pêlos são retos, duros e muito aderentes, insensíveis à interpérie.

É um cão de porte médio, medindo de 55 cm a 65 cm, na altura da cernelha A estrutura da raça é levemente alongada, robusta e musculosa; sólida, porém de ossatura fina.
PEQUINÊS

O pequinês é um cão pequeno, bem quilibrado e valente. Possui aspecto leonino, é independente e capaz de defender-se.

Os olhos do Pequinês são grandes, cristalinos, de cor escura e brilhante, levemente proeminentes e redondos. As orelhas, em forma de coração, são providas com longas franjas.

O pescoço é um pouco curto e grosso. O tronco é curto, mas com tórax amplo. A cauda é de inserção alta, posição rígida, levemente curva sobre o dorso, com franjas abundantes.

 A pelagem da raça é longa e reta, com crina abundante que se estende atrás dos ombros, formando uma espécie de coleira ao redor do pescoço.

O pêlo de cobertura é basto, com franjas abundantes nas orelhas, nos membros, nas coxas, na cauda e nos pés.

Todas as cores e manchas são admitidas para a raça, e apreciadas igualmente, com excessão do albino e da cor de fígado. Os exemplares multicolores apresentam manchas bem definidas. O peso da raça Pequinês fica entre os 2 e 8 kg.
PERDIGUEIRO

Especula-se que as origens do perdigueiro português estejam vinculadas as do braco italiano, como acontece com outras raças afins.

Trata-se de um cão resistente, forte, de aspecto vivaz e muito sociável. Apto às funções de caça, o perdigueiro português é bastante inteligente, obediente e afetivo. O perdigueiro português é um cão de porte grande. Tem um focinho longo, largo, o stop é bem visível. Os olhos são cheios, de cor escura. As orelhas são caídas, de tamanho médio, com aproximadamente 15 cm de comprimento. A pelagem é curta, densa e forte. A cor do pelo é amarelo e castanho, uniforme ou manchado.

O tamanho do perdigueiro português é de 56 cm, em média, para os machos. A altura das fêmeas é de 52 cm, também em média, medidos sempre na altura da cernelha.

A variação de tamanho pode ser de 4 cm para mais ou para menos. O peso é de 23,5 kg para os machos, enquanto as fêmeas pesam 19 kg.

 
PINSCHER

O pinscher miniatura é um cão de grande mobilidade, aspecto muito elegante e muito sóbrio. É de tamanho médio e sua constituição quadrada, possuindo uma musculatura robusta e forte.

É muito desconfiado com estranhos, e está sempre alerta. Apesar do caráter dócil, é ótimo guarda. O seu pêlo curto e limpo, contribui para ser um bom cão para apartamento. Seus olhos são escuros, de tamanho médio, cheios de forma ovalada. A cauda, de inserção alta e espessura média, é levada verticalmente.

O pêlo do pinscher é curto, liso, duro ao tato, forte, brilhante, bem aderido ao corpo.

A altura da raça fica entre 25 e 30 cm, medidos na altura da cernelha
POINTER INGLÊS

Os primeiros pointers ingleses, como os conhecemos hoje, apareceram, provavelmente ao final do século XIX na França, na Itália e em outras regiões da Europa.

Como seu nome já indica, o pointer é um cão de aponte por excelência. Suas linhas demonstram sua agilidade, velocidade e facilidade de movimentos. É um cão ideal para terrenos de grandes extensões, onde pode desenvolver o seu galope. As características da sua forma de trabalhar são os apontes repentinos e orientação súbita. A característica dos olhos é o olhar fulminante, prepotente, fixo, ardente. São grandes, redondos e brilhantes. A orelha é caida, suave, fina, dobrável, de forma quase triangular e chata. A cauda, inserida na linha da garupa é grossa e robusta na raiz, afinando até a ponta. A pelagem do Pointer é densa, de comprimento parelho, uniformemente liso, curto e reluzente.

Na altura da cernelha, o tamanho do Pointer fica entre os 55 e 62 cm. nos machos, e entre os 54 e 60 cm. nas fêmeas. O peso deve estar entre os 20 e os 30 kg., proporcional ao tamanho do animal.
POODLE

O Poodle é um dos mais famosos cães franceses. É um cão, considerado por especialistas, dos mais inteligentes. É capaz de aprender com extrema facilidade, o que o tornou muito difundido em todo o mundo. Além dessas qualidades, deve-se levar em conta sua beleza e originalidade.

Trata-se na realidade, de um cão anatomicamente bem constituido e muito gracioso, que se dinstingue também, pela sua característica tosa, que o diferencia de qualquer outra raça. É um excelente companheiro. De linhas harmoniosas, aspecto inteligente, constantemente alerta e ativo.

É famoso pela fidelidade, aptidão para o adestramento, obediência, o que faz dele um cão de companhia muito agradável. Seus olhos, têm coloração marrom, âmbar escuro, ou preta, dependendo da pelagem. São situados na altura do stop, e são levemente oblíquos. As orelhas são longas e a cauda de inserção bastante alta.

A pelagem do tipo crespa é abundante, de textura fina, lanosa, bem crespa, elástica e resistente a pressão da mão.

A pelagem do tipo encordoado é, também, abundante, de textura fina e espessa que forma cordõesinhos tipicos e longos, não inferiores a 20 cm. As cores são o preto, branco, marrom, cinza e abricó.

Quanto ao tamanho, temos 4 variedades: tamanho gigante, de 45 à 60 cm; tamanho médio, de 35 à 45 cm; tamanho miniatura ou anão, de 28 à 35 cm, e por fim o Toy, com no máximo 28 cm, medidos sempre na altura da cernelha.
RETR. DO LABRADOR

Apaixonado por água, o Labrador é uma maravilhosa raça de porte médio/grande. Possui um excelente temperamento, é companheiro, fiel e está sempre procurando agradar ao seu dono.

O aspecto geral do Labrador é o de um cão de constituição robusta, curto e sólido, muito ativo, de lombo e traseira largos e robustos, de pêlo curto, aderente e sem franjas, com presença de um espesso subpêlo. Os olhos são de tamanho médio, expressam inteligência e bom temperamento, de cor castanha ou avelã. A pelagem é uma característica importante da raça. É curta, espessa, sem ondulação. É muito dura ao tato, e apresenta um subpêlo resistente à água. A cauda, grossa na base, é outra característica própria da raça. De comprimento médio, a cauda está praticamente desprovida de franjas, mas é inteiramente coberta com a pelagem característica do Labrador: curta e espesa.

As cores são o preto, o fígado (chocolate) e o amarelo. Esta última, pode variar entre o vermelho e o creme. A cor é uniforme e não deve apresentar pintas ou manchas.

O tamanho do Labrador varia de 55 à 57 cm. na altura da cernelha, para os machos, e de 54 à 56 cm. para as fêmeas.
ROTTWEILER

As origens desta raça são remotas, e várias as hipóteses propostas. Os alemães asseguram que o Rottweiler é de criação absolutamente germânica, tendo a cidade de Rottweil como a origem do nome da raça. O Rottweiler teria, assim, se originado do Mastim do Tibet, que servia aos romanos como guarda e para condução do gado.

O Rottweiler é um cão acima do tamanho médio, nem pesado nem leve. Não é alto, seu corpo é curto, compacto e robusto.

Sua inteligência é notável, e sua devoção e dedicação ao trabalho são extraordinárias, assim como sua obediência, incorruptibilidade, sua força e sua tenacidade. O aspecto geral da raça demonstra, à primeira vista, espontaneidade e coragem. Seu olhar tranquilo denota suavidade e fidelidade absoluta. O Caráter do Rottweiler está isento de inquietação e nervosismo, não tem malícia, nem falsidade. Seus olhos, de tamanho médio e cor castanho-escuro expressam ternura e fidelidade.

A pelagem do Rottweiler é curta, densa, de pêlo reto. Sem sub-pêlo no pescoço, e de tamanho mais longo somente nos membros anteriores, posteriores, e na cauda, enquanto no resto do corpo tem uma pelagem mais curta e bem aderente. A altura desejada, medida na cernelha, é de 60 à 68 cm para os machos, e de 55 à 65 cm para as fêmeas, sempre em harmonia com a estrutura geral.

Fonte: http://www.guiaderacas.com/racas.shtml