Raças

Raça Charolês

É uma raça que evoluiu lentamente no passado e, com muita rapidez, no século XX. A história começa com um gado nativo, de cor creme, que habitava a comarca de Charolais, na região central da França, entre os rios Loire e Saone.

No início do século XIX, sob influência de Jaccques Chamord, Louis Massé passou a aplicar os conhecimentos ingleses de melhoramento da raça, cruzando inicialmente com animais Shorthorn brancos, de corte, fazendo-se uma seleção de precocidade e qualidade de carne.

Em 1885, a raça Charolesa chegou ao Brasil, na Escola de Agronomia no Rio Grande do sul, especificamente em Pelotas. Em 1927, ocorreu o primeiro registro genealógico, para a vaca Fadette.

Os animais apresentam porte grande e conjunto equilibrado, a pelagem deve ser uniforme, de cor branca, opaca ou cremosa, pele de espessura média e mais fina nas fêmeas, o pêlo de tamanho variável (conforme o clima), focinho rosado e os chifres de cor marfim.

Os animais produzem carne de excelente qualidade, com pouca cobertura de gordura e rendimento de carcaça de 58 a 65%, podendo chegar a 70% em regime de confinamento. As vacas pesam entre 800 e 900 kg, e os machos, entre 1.100 e 1250 kg.

Fonte: http://www.ourofino.com/saude-animal/ruminantes/guia-de-racas/letra-c.html