Raças

Raça Blonde d’ Aquitane

A origem dessa raça francesa não pode ser discutida, pela insuficiência de dados. Contudo, segundo a FAO, a raça, na modernidade, resultou da fusão entre as raças Garonne, Quercy e Blonde dês Pyrénees.

É uma raça de grande porte, cuja pelagem é de uma só cor parda, variando até o vermelho. O pêlo é suave e curto, a pele é flexível, de grossura média e coloração rosada. A raça vem sendo selecionada para desenvolvimento estrutural e muscular. Tem também como característica marcante excelentes cascos e aprumos, principalmente por sua origem nas regiões montanhosas dos Pirineus Franceses, que são regiões de terrenos pedregosos.

Essa raça teve sua primeira introdução, no Brasil, em 1913 (Garonesa), para cruzamento com Caracu. Em 1972, voltou a ser introduzida durante a feira de Esteio-RS.

Atualmente, o cruzamento com Caracu dá origem à raça Aquitânica.

A seleção da raça Blonde D’Aquitane tem sido marcante para as características de precocidade sexual, fertilidade e habilidade materna, além de qualidade da carne, o que lhe confere lugar de destaque na pecuária mundial.

As características de conformação e rendimento (58.5%) de carcaça exprimem de maneira adequada o que se espera de bovinos produtores de carne.

Graças às suas qualidades produtivas, a raça se expandiu pelo mundo, sendo utilizada, principalmente, em cruzamentos com vacas de raças zebuínas ou de origem anglo-saxônica.

Fonte: http://www.ourofino.com/saude-animal/ruminantes/guia-de-racas/letra-b.html