Raças

Raça Beefalo

No século XV, havia perto de 100 milhões de Bisões nos EUA, de norte a sul, leste e oeste. As manadas gigantescas propiciavam alimentação para os indígenas e para os colonizadores. A rusticidade do Bisão ultrapassava tudo o que os europeus haviam aprendido sobre bovinos e transferir essa herança genética aos bovinos europeus era quase um sonho. As pesquisas para cruzar Bisão com bovinos começaram no Canadá, por volta de 1914, e gastaram 300 milhões de dólares, sem nenhum resultado.

Foi em 1957 que Jim Burnet, do Estado de Montana por meio de cruzamentos sucessivos conseguiu obter três animais híbridos férteis, meios-sangues Bisão, que seriam a base para a fixação da nova raça.

No Brasil, essa raça surgiu em 1978, trazida pelo pecuarista Antonio Carrera, que inseminava as matrizes Nelores, com sêmen de Bisão, obtendo bons resultados. Os animais apresentam coloração avermelhada, embora sejam admitidas outras como a preta e branca, a cinza e a marrom. A rusticidade ao meio ambiente e a alta taxa de conversão de alimento de baixa qualidade em carne são importantes características dessa raça.

Fonte: http://www.ourofino.com/saude-animal/ruminantes/guia-de-racas/letra-b.html