Suinos

Bazna

Bazna

 

 

É encontrada na região central da Transilvânia, na Romênia onde também é conhecida como Porcul de Banat e Basner.
A raça começou a ser desenvolvida em 1872, a partir de cruzamentos entre Berkshire e Mangalitsa (uma raça autóctone). Em 1885 e também na primeira década do século XX outros cachaços Berkshire, foram importadas da Inglaterra e utilizados para  a melhoria da raça. Também exemplares das raças Yorkshire e Sattelschwein foram utilizados nesta melhoria. Os descendentes herdaram as características produtivas da raça Mangalitsa e foram disseminados ao redor das cidades de Mediash,  Sigishoara, Sibiu e Fagarash devido à sua precocidade e prolificidade superior em relação à sua raça nativa.   Durante cerca de 30 anos foi incorporada à raça, sangue de Wessex e Hampshire. O Bazna foi reconhecido oficialmente como raça em 1958 com o estabelecimento do livro genealógico. Logo após a Segunda Guerra Mundial expandiu para áreas da Transilvânia (Cluj, Alba, Hunedoara, Muresh, Hargita), bem como para Banat. Os animais da raça apresentam altura média e aptidão para a produção de carne. A cabeça tem perfil côncavo. O pescoço é curto e largo. O tronco é de largura média, muito profundo e quase redondo. A cernelha é bem construída, o dorso e o lombo são médios. Os membros são fortes. Os machos têm altura entre 74 e 78 centímetros na cernelha, o comprimento do corpo é de 140 cm e o peso  de 160 e 180 kg nas fêmeas e entre 180 e 220 kg em machos adultos. A cor característica da raça Bazna é preta com uma faixa branca que circunda o tronco e os ombros. A prolificidade da raça é boa, com uma média de 9,5 leitões por parto, cerca de oito leitões ao desmame. Os suínos jovens são usados para a reprodução na idade de 10-11 meses a tornam-se adultos na idade de três anos. O peso corporal é a seguinte: 1,2 kg ao nascer, 5,6 kg em um mês, 14 kg em dois meses, 60-65 kg em seis meses, 125-135 kg em um ano .
Fonte: http://stravaganzastravaganza.blogspot.com/2011/05/principais-racas-de-suinos-do-mundo.html