Curiosidades

Quênia: Embrapa representa Brasil na discussão de biocombustíveis

28/09/15

O Comitê Diretivo do Programa para Desenvolvimento de Cultivos Alternativos para Biocombustíveis do World Agroforestry Centre (ICRAF)  reunião em Nairóbi, capital do Quênia, nos dias 28 e 29 de setembro para debater o andamento das ações em desenvolvimento em diversos países. O Programa ICRAF é financiado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (IFAD) e pelo Governo da Índia.

O Brasil será representado pelo Chefe-Geral da Embrapa Agroenergia, Manoel Souza, que faz parte do Comitê.

O Programa do ICRAF foi lançado em 2013 e atua na África, na Ásia e na América Latinaprocurando desenvolver sistemas agroflorestais sustentáveis com foco em produção integrada de alimentos e matérias-primas para biocombustíveis. Tem um cunho social forte, já que pretende beneficiar comunidades pobres, melhorando a qualidade de vida e a segurança alimentar.

No âmbito da América Latina, o Brasil também está sendo beneficiado pelo Programa ICRAF com liderança da Embrapa. O acordo de cooperação entre a Embrapa e o ICRAF foi assinado no ano passado, durante a segunda reunião do comitê diretivo do programa, que foi realizada, na sede da Embrapa, em Brasília/DF. Desde então, a Empresa brasileira desenvolve um programa com agricultores familiares no Nordeste brasileiro, que tem como objetivo a produção de macaúba em sistemas agroflorestais para gerar alimentos e matéria-prima para bioenergia – Projeto MacSaf.

As ações são desenvolvidas em campos experimentais da Embrapa nos municípios de Barbalha, no Ceará, e de Parnaíba, no Piauí, com a participação de quatro unidades da Embrapa – Agroenergia (Brasília/DF), Algodão (Campina Grande/PB), Cerrados (Planaltina/DF) e Meio Norte (Teresina/PI) –, além da Universidade de Brasília, Universidade Federal de Viçosa e a empresa Acrotech.

Estas atividades serão apresentadas durante a reunião na África pelo líder do projeto e pesquisador da Embrapa Agroenergia, Alexandre Cardoso. De acordo com ele, já foram implantadas áreas englobando macaúba, feijão caupi e milho.

“Além do MacSaf, também apresentaremos, na reunião do Comitê, potenciais propostas de serem financiadas pelo IFAD”, concluiu Manoel Souza. Falta um fechamento.

Daniela Collares (MTb/114/01 RR)
Embrapa Agroenergia

Telefone: (61)3448-1581

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/