Trigo

Quebra de safra na Argentina prejudica qualidade do trigo

25/10/2017

De acordo com relatório da consultoria Agritrend, sediada em Buenos Aires, existe real possibilidade de a Argentina registrar uma quebra de safra de trigo estimada até o momento em 5%. Isso significaria que, após um produção de 17,2 milhões de toneladas na safra 2016/17, o potencial produtivo da safra 2017/18 seria de 16,3 milhões de toneladas – apesar de ter aumentado em 5% a sua área plantada.

A Consultoria Trigo & Farinhas revela que, nesta temporada, houve problemas de alagamento das propriedades o país vizinho. De acordo com o acompanhamento semanal da T&F, esse fator já tinha reduzido a área em aproximadamente 150 mil hectares, que não puderam ser plantados. A intenção inicial de plantio era de 5,5 milhões de hectares.

“Posteriormente, ocorreram novas precipitações que encharcaram os terrenos e vias de acesso, que danificaram algumas plantas na sua emergência e desenvolvimento, que está levando os técnicos a considerar a possibilidade de uma redução do potencial produtivo do país em 5% até o momento”, explica o analista da Trigo & Farinhas Luiz Fernando Pacheco.

De acordo com o especialista, isto não deverá afetar a oferta de trigo ao Brasil, mas talvez afete a sua qualidade. Essa, segundo Luiz Fernando Pacheco, vem sendo a grande queixa dos moinhos brasileiros em todas as reuniões que mantiveram com comitivas argentinas neste ano. Até agora, apesar dos esforços dos agricultores e do governo em melhorar a qualidade, o clima não tem ajudado os triticultores do vizinho fornecedor.

Fonte: Agrolink