Pecuária

Qualidade do Leite é tema de capacitação para produtores em Travesseiro

16/03/2017

Produtores dos municípios de Travesseiro, Arroio do Meio e Capitão participaram, na terça-feira (14/03), de uma capacitação sobre Qualidade do Leite. Parte das ações promovidas pela Chamada Pública do Leite – operacionalizada pela Emater/RS-Ascar por meio de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) – a atividade foi dividida em duas etapas. Na primeira houve palestra sobre o tema, no auditório da Escola Monsenhor Seger, de Travesseiro. Logo após, os agricultores se encaminharam para a propriedade de Irno e Elenice Hendges para a participação em atividades práticas.

Os trabalhos foram conduzidos pelo coordenador do Centro de Formação de Agricultores de Teutônia (Certa), Maicon Berwanger, que enfocou a importância da atenção às contagens de células somáticas (CCS) e bacterianas totais (CBT) e as práticas necessárias para a diminuição de ambas, já que elas estão diretamente ligadas às questões de qualidade do leite. Testes para a detecção de mamites clínicas e subclínicas, da caneca telada de fundo preto e uso e importância de pré e pós dipping foram outros assuntos abordados de manhã.

No turno da tarde, as práticas de ordenha, a secagem de vacas de leiteiras e a limpeza e a desinfecção de equipamentos foram parte do cronograma. “Hoje em dia, por conta das exigências da indústria, há que se estar atento a todos os pontos que podem representar perda não apenas de qualidade, mas também de produtividade para os bovinocultores”, analisa. “E produção pior ou menor, pode trazer sérias consequências econômicas”, completa.

Para o agricultor Olides Maffi, de Travesseiro, atividades como esta são extremamente proveitosas, por possibilitarem a troca de experiências entre produtores e o aprendizado de técnicas corretas no manejo do rebanho. “É um dia ganho”, analisa. O evento contou ainda com a presença do supervisor da Emater/RS-Ascar, João Caíno.

Sobre a Chamada Pública do Leite

Próximo de ser concluído, o Lote 19 da Chamada Pública do Leite, do qual os municípios citados fazem parte, atendeu 500 famílias de 41 municípios – sendo 25 do Vale do Taquari, 14 do Vale do Caí e dois da Serra Gaúcha. “A intenção da Chamada foi fomentar a bovinocultura de leite, concentrando o trabalho nas propriedades onde a produção é menor, com foco na sustentabilidade econômica, social e ambiental”, ressalta o assistente técnico regional em Sistema de Produção Animal da Emater/RS-Ascar, e coordenador regional da Chamada, Martin Schmachtenberg.

Os eixos estratégicos que estão sendo abordados no trabalho, que será finalizado em abril, envolvem a organização da produção, a gestão da atividade, a produtividade, a qualidade do produto e a comercialização. Ao final das ações – que não representam o término dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social junto aos produtores ?, de acordo com o veterinário, espera-se que a produtividade e a renda dos agricultores sejam ampliadas e que haja um aumento da qualidade de vida, com a promoção da continuidade dos jovens no meio rural. “Além disso, espera-se a melhoria no manejo produtivo dos rebanhos e da qualidade do leite, além da ampliação dos conhecimentos gerais sobre a área”, observa.

Fonte: Emater – RS