Soja

Propriedades da soja

O grão de soja é composto por 36% de proteína, 15% de fibras, 15% de mono e oligosacarídeos, 18% de óleos e o restante de outros nutrientes. A proteína da soja é excelente, pois fornece os aminoácidos essenciais à saúde humana. Por isso, a soja é considerada um alimento tão rico como o de origem animal, como a ovos e carnes.

“Outra vantagem da soja é sua versatilidade, capaz de enriquecer a dieta dos brasileiros com inúmeras preparações e ingredientes”, explica o nutrólogo da Abran e pós-graduado pela Unicamp, Edson Credidio.

Vários estudos científicos e epidemiológicos comprovam a ação da soja na prevenção de doenças crônicas, como problemas no coração, alguns tipos de câncer, sintomas da menopausa, entre outros.

Coração

Um das principais propriedades da soja é ajudar no controle do colesterol. O consumo de soja faz com que os níveis de LDL, o chamado colesterol ruim, diminua. Além disso, estudos mostram que a soja propicia um pequeno aumento dos níveis de HDL, conhecido como bom colesterol.

O próprio FDA (Food and Drug Administration), órgão norte-americano regulador de drogas e alimentos, reconheceu o poder da soja no controle de problemas cardiovasculares. Desde 1999, o órgão autorizou o uso de uma Alegação de Saúde, uma espécie de indicação, nos rótulos de alimentos que contém 25 gramas de proteína de soja, associando o consumo do nutriente à redução de doenças cardíacas.

Câncer

Outro benefício proporcionado pela soja é a prevenção de alguns tipos de câncer, como o de mama, próstata e cólon. A baixa incidência de câncer de próstata e de mama entre as populações orientais é atribuída ao alto consumo de soja nesses países.

De acordo com a American Cancer Society (Sociedade Americana de Cancerologia), uma a cada oito mulheres norte-americanas sofre de câncer de mama e um a cada cinco homens norte-americanos apresenta câncer de próstata. Em países asiáticos, a taxa destes tipos de câncer é de cinco a oito vezes mais baixa.

Menopausa

As mulheres, além de se prevenirem contra o câncer, têm mais motivos para consumir a soja com freqüência. As isoflavonas, presentes nas proteínas da soja, ajudam a preservar a massa óssea, prevenindo a osteoporose, e reduzindo os sintomas típicos da menopausa, como ondas de calor.

As isoflavonas são substâncias fitoestrogênicas, pois apresentam semelhança estrutural com os hormônios estrogênicos. Elas agem ligando-se aos receptores de estrógeno e promovem ações semelhantes ao hormônio sintetizado pelo próprio organismo. Dessa maneira, a isoflavona pode ser usada durante a menopausa, como uma terapia alternativa à reposição hormonal.

Fonte: www.suplementos-vitaminas.com.br