Custo de Produção

Projeto Seringueira

Esgotadas as 120 mil mudas disponibilizadas para a safra 2010/2011
As 120 mil mudas de seringueira disponibilizadas no Viveiro Municipal para a safra 2010/2011, já foram todas comercializadas. As 100 mil mudas do tipo “cavalo” foram vendidas a R$ 0,45 a unidade, enquanto as 20 mil mudas enxertadas foram vendidas a R$ 1,50 a unidade. Essas últimas começaram a ser comercializadas desde o mês de novembro.

Através do Projeto Seringueira, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Agricultura, 50% do preço das mudas é subsidiado. A cultura além de atender os grandes produtores, também pode ser uma boa alternativa para os pequenos. O mercado é promissor e a cultura da árvore se adapta ao solo do município. A cultura de seringueira é considerada economicamente e ambientalmente viável para a região de Tupã, principalmente em razão das lavouras já existentes.

A cultura é favorável para a região por uma série de razões. Uma delas é que o plantio de seringueira não exige demanda de mão de obra especializada e possui baixa tecnologia. Isso faz com que a cultura também seja viável para os pequenos produtores.

Mas como a cultura só gera retorno depois de sete anos, é recomendável que o produtor opte por um consórcio de cultura, ou seja, que além da seringueira, realize também o plantio de outras lavouras, como mandioca, café, palmeiras para produção de palmitos, e outras. Assim, enquanto a seringueira vai crescendo até chegar ao ponto de produção, essas outras culturas vão fornecendo recursos ao produtor. Depois de sete anos, as culturas secundárias são suprimidas e mantida apenas a primária.

Atualmente, o quilo do látex está sendo vendido em torno de R$ 2,40. Um alqueire com cerca de mil a 1.200 pés plantados produz, por pé, um quilo de látex e uma renda bruta mensal de R$ 2.400,00. Tirando as despesas para manutenção das plantas, o produtor pode obter por mês uma lucratividade de R$ 2 mil.

Fonte: http://unisite.com.br/Geral/28037/Projeto-Seringueira.xhtml