Pecuária

Programa PAS Leite implanta as boas práticas de produção

16/06/2015

Quando se fala de alimentos, oferecer qualidade e segurança ao consumidor é fundamental para a valorização do produto. Na indústria de laticínios, o PAS Leite – Programa Alimentos Seguros – se propõe a incentivar e fortalecer a implantação de boas práticas de produção e manejo, adequando propriedades rurais produtoras de leite, indústrias e o produto final aos requisitos da legislação brasileira, sem esquecer as características do mercado.

O relatório do SIS do Sebrae, Programa PAS Leite – Diferencial competitivo para produtores, apresenta o programa e explica como incorporá-lo ao processo produtivo, visando à melhoria na qualidade do produto final e agregando um diferencial competitivo à produção.

Entre as boas práticas de produção e manejo do leite estão os cuidados com a higiene na ordenha e na alimentação dos animais. O intuito é garantir a produção de um leite sem resíduos e de acordo com as condições socioambientais, assegurando o cumprimento da Instrução Normativa 51/2002 do Mapa, que estabelece parâmetros de qualidade para a produção de leite.

Um leite seguro e de qualidade, originado a partir de boas práticas de produção, deve apresentar: baixa carga microbiana, composição rica em gordura e proteína, ausência de resíduos de antibióticos ou agrotóxicos, ausência de odores ou aromas e consonância com os padrões legais.

O programa PAS traz resultados no âmbito da propriedade rural, da coleta e transporte e também da indústria, pois o objetivo é reduzir a contaminação do leite tanto na propriedade rural quanto durante a coleta e o transporte, além de otimizar os processos com a implantação de boas práticas de fabricação.

Essas práticas e cuidados beneficiam o produtor, a indústria e o consumidor – aumentam o rendimento industrial e a durabilidade do leite. Além disso, a saúde dos animais é mais bem conservada e o produto é valorizado no mercado pelo consumidor.

Fonte: Agrolink