Soja

Programa Dow Orienta Soja contabiliza visitas a mais de 1,5 mil propriedades rurais brasileiras

Por meio de palestras e análises de propriedades produtoras de soja, objetivo é a capacitação e atualização de produtores de soja em todo país

MLA Comunicação Integrada e Inteligente

Implementado em junho deste ano, o Programa Dow Orienta Soja visa fortalecer a produtividade do grão no país colocando à disposição do produtor, além de um amplo canal de distribuição, assistentes técnicos vinculados a estes canais, que realizam visitas a essas propriedades e disponibilizam a seus proprietários uma análise do atual estágio das áreas produtoras. Além disso, o Dow Orienta Soja oferece palestras com profissionais renomados que vão até as comunidades para falar de temas relevantes à esta cultura.

Desde seu lançamento até o mês de novembro de 2011, o Dow Orienta Soja já contabiliza visitas a mais de mil e quinhentas propriedades que englobam todo o território nacional e a realização de mais de 35 palestras em todo o país.

O programa, que colabora para ampliar o conhecimento dos produtores rurais acerca de doenças e manejo adequado desta cultura nas propriedades, teve mais uma rodada neste mês na cidade de Campo Mourão, no Paraná. Lá, sojicultores de todo estado assistiram à palestra do entomologista Mário Tadeu Braga, que falou sobre as mais recentes descobertas e inovadoras tecnologias no Manejo Integrado de Pragas na Soja.

“Nossa meta é incentivar o debate, a troca de ideias, experiências e também apresentar soluções e tecnologias que já estão disponíveis no mercado de soja no Brasil”, explica André Arnone, gerente de Marketing para Culturas da Dow AgroSciences.

Paulo Bonani, produtor de soja e milho de Goioerê, no Paraná, recebeu orientação da equipe que integra o Programa Dow Orienta Soja. Ele faz parte dos 41% dos produtores rurais que viram suas plantações danificadas pela Buva, planta daninha que mais cresce quando pensamos em infestações na cultura da soja. “Depois da orientação que tive na minha propriedade, posso dizer que 99% do meu problema foi resolvido. O 1% que falta tem a ver com São Pedro”, conta Bonani.

Missão

O Programa está calcado em quatro pilares:

– Na presença de um número significativo de assistentes técnicos visitando propriedades em todo o Brasil e que trazem, assim, soluções para os principais problemas encontrados;

-Na prestação de serviço, por meio do mapeamento das ervas daninhas resistentes ao glifosato (com esta informação é possível antecipar o agravamento do problema e trazer soluções regionalizadas, evitando grandes prejuízos ao agricultor e também ao setor como um todo);

– No Programa Palestrante Externo, onde pesquisadores levam ao agricultor, sem custo algum, informações e atualizações sobre diversas linhas de pesquisa, como manejo de plantas daninhas, insetos e doenças fúngicas da cultura da soja, e manejo mais adequado a cada região;

– E na disseminação das Boas Práticas Agrícolas, como a importância do uso de EPIs (equipamento de proteção individual) e do uso correto e seguro dos equipamentos de aplicação, trazendo, desta maneira, mais segurança para o aplicador e para o meio ambiente.

“Nosso atendimento é contínuo e estamos investindo para potencializar o alcance e abrangência do projeto, aumentando cada vez mais o número de visitações às propriedades e palestrantes trazendo temas relevantes aos produtores rurais. Com milhares de propriedades visitadas e mais de duas mil pessoas presentes nos eventos esse ano, podemos afirmar que o Dow Orienta Soja já é sinônimo de sucesso, colaborando para uma produção agrícola mais rentável e responsável”, finaliza André Arnone.

Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=programa_dow_orienta_soja_contabiliza_visitas_a_mais_de_1,5_mil_propriedades_rurais_brasileiras&id=66007