Curiosidades

Profissão: Degustador de Café

Com o objetivo de garantir a qualidade final do produto, o empresário do ramo de café necessita contar com os trabalhos de um degustador, ou classificador de café, como é também conhecido. Embora desconhecido por grande parte da população, este profissional exerce um papel preponderante na busca pela qualidade. Sendo assim, ele necessita ter os cinco sentidos bem aguçados, como visão, tato, paladar, olfato, audição, além de conhecimento técnico e muita dedicação nos estudos teóricos e práticos.

O processo de avaliação das sacas de café, por meio de amostras, precisa seguir um padrão rígido, de acordo com a Classificação Oficial Brasileira (COB).

Em suma, a primeira etapa da análise consiste na observação dos grãos, sendo que o degustador experiente já consegue identificar se o café está úmido, seco, com colorações diversas, fermentado ou com alguma impureza, além de outras características.

Em seguida vem à degustação da bebida, que conta ainda com o olfato. Assim, uma amostra de cada lote é disponibilizada para a análise, através de várias xícaras especiais. Neste momento, o profissional utiliza várias técnicas para perceber características de aroma e sabor (ex: suave, amargo, doce, adstringência, acidez etc.), avaliando o produto em uma escala de sete níveis.

A responsabilidade do degustador, portanto, é grande, sendo que um erro pode comprometer a credibilidade do produto e até do negócio. Por causa disso, é recomendado que mais de um degustador participasse do processo de classificação.

No Brasil existem vários cursos com noções básicas sobre o tema. Este é, sem dúvida, o primeiro passo para se tornar um respeitado profissional da área.

 

Para se ter uma produção de café que gere resultados, deve se avaliar a área em que será feita a plantação. Clique aqui.

Fonte: Mexido de Ideias