Produzir mais com os dejectos

Uma das fontes de material de biomassa são os dejectos. A sociedade humana produz um verdadeiro monte de composto de dejectos. Sobras das cozinhas, latrinas, restos das indústrias de processamento de alimentos, papel. Serradura, relva picada… a lista é longa. Uma das razões para a energia da biomassa receber tanta atenção é representar uma oportunidade de converter desperdícios em algo muito valioso.
O valor potencial dos desperdícios orgânicos como fonte de energia está apenas a começar a ser trabalhado, com a indústria do açúcar à frente do processo. Queima-se o desperdício de fibra residual do tratamento da cana – chamado bagaço – para produzir vapor, que por sua vez é usado para pôr a trabalhar as máquinas que processam a cana e para activar os geradores de electricidade.
Uma maneira de aumentar a eficiência é a chamada co-geração, que consiste em produzir simultaneamente electricidade e calor útil. Algumas serrações, por exemplo, usam o excesso de calor das caldeiras que fervem com o lume da serradura para fornecer energia às operações de secagem. Mas o excesso de calor pode também ser usado para gaseificar os combustíveis da biomassa para que sejam usados numa turbina de gás, que é mais eficiente do que um simples fervedor que produza vapor. A tecnologia de ciclo combinado pode produzir economias extra usando qualquer calor adicional do desperdício na turbina de gás para fornecer energia a uma turbina a vapor.

 

Agricultura com biomassa
Aproveitar melhor os desperdícios pode contribuir significativamente para as nossas necessidades energéticas mas não as satisfaz totalmente. Alguns analistas sugeriram que devemos cultivar biomassa especificamente para produção energética. Foi mesmo sugerido que dedicar cerca de 2,5% da área de cultivo para plantações energéticas (bem como melhorar a recuperação da energia dos desperdícios) pode satisfazer metade das necessidades energéticas do mundo.

Talvez algumas das plantações possam ser usadas para gerar electricidade, ajudando assim a satisfazer as necessidades energéticas, para além de darem dinheiro a ganhar aos agricultores. Uma companhia de energia pode considerar planos para gerar electricidade através de gaseificação de biomassa, usando plantação de árvores locais como material de biomassa, Em regiões apropriadas, a biomassa pode ser cultivada junto a centrais de carvão e usada como fornecimento suplementar de combustível.

 

Crescimento futuro
Futuramente, o êxito da biomassa como alternativa energética será determinado pela economia. As indústrias que aproveitem os seus desperdícios de biomassa como energia conseguem simultaneamente resolver um problema de eliminação dos desperdícios e economizar energia nas suas necessidades de aquecimento (e, por vezes, ganhar dinheiro vendendo o excesso de electricidade. À medida que a energia da biomassa se torne mais eficiente, aumentarão as possibilidades de a energia da biomassa competir no mercado mais vasto.

 

Fonte: http://www.energiasealternativas.com/biomassa-dejectos-agricultura.html