Curiosidades

Produtos à base de fruteiras da Caatinga

06/07/2016

O Dia de Campo na TV vai mostrar produtos desenvolvidos com frutos do semiárido nordestino que fazem parte da dieta das populações, como umbu e maracujá do mato. As frutas características do semiárido, são as matérias primas de produtos alimentícios inovadores com calorias reduzidas, como geléias, molhos agridoces do tipo chutney, barrinhas de frutas, chamada de fruta laminada e barra de cereal com outras frutas. O desenvolvimento dos produtos levou em consideração aspectos nutricionais como a redução ou eliminação de ingredientes como açúcar e sal.

Os novos produtos são oportunidades para a agregação de valor, diversificação da renda de familias agrícolas e cooperativas do interior da Bahia. “A agroindustrialização é uma alternativa para agregar valor à produção agrícola e complementar as ações de manejo no campo, de modo a contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos agricultores”, afirma a pesquisadora Renata Torrezan. A comercialização dos produtos gerados por cooperativas e associações de agricultores familiares do semiárido baiano também tem sido estimulada pelo Programa de Aquisição de Alimentos do Governo Federal (PPA), visando geração de renda para as comunidades locais.

O projeto é realizado pela Embrapa Agroindústria de Alimentos, em parceria com a Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), localizada no município de Uauá (BA), e a Embrapa Semiárido, que está implantando, em Pernambuco, unidades experimentais de enriquecimento da caatinga e estimulando o cultivo de fruteiras nativas. As fruteiras nativas do semiárido, como o umbuzeiro, permanecem silvestres, porém correm riscos de extinção em função dos contínuos desmatamentos e desequilíbrios ecológicos. Uma das formas para reverter a devastação é promovendo o aumento da densidade de plantas e o estímulo ao cultivo das fruteiras nativas. Esta foi uma atividade desenvolvida pela equipe da Embrapa Semiárido no projeto “Manejo e agregação de valor a fruteiras da caatinga”.

O Dia de Campo na TV ” Produtos à base de fruteiras da Caatinga ” foi produzido pela Embrapa Informação Tecnológica (Brasília-DF) em parceria com a Embrapa Agroindústria de Alimentos (Rio de Janeiro-RJ), Embrapa Semiárido (Petrolina-PE) Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculadas ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além do tema principal o programa aborda outros assuntos nos quadros – Agência Embrapa de Notícias, Sempre em Dia; Repórter em Campo; Na Mesa; Quem quer ser cientista; Minuto do Livro e Ciência e Tecnologia em Debate.

Fonte: Embrapa