Variedades

Produtores utilizam apenas duas variedades de soja

Na manhã desta quarta-feira, 23 de fevereiro, em Chapadão do Céu ocorreu o dia de campo da Fundação Chapadão, no campo experimental da entidade, ao lado da cidade, na saída para o Parque Nacional das Emas.

Durante a abertura dos trabalhos, o Diretor Executivo da Fundação Chapadão, Engenheiro Agrônomo, Édson Borges disse que os pesquisadores, as entidades privadas e governamentais deveriam investir, ainda mais, em pesquisas, para desenvolver novas variedades de soja. Citou como exemplo a própria EMBRAPA, que está deixando a desejar no lançamento de novidades.

Lembrou Borges que a ONU, Organização das Nações Unidas já anunciou a necessidade do aumento da produtividade em 20%, até o ano de 2014, para que o mundo consiga produzir alimento para todos. Para o ano de 2020 o aumento teria que chegar a 50%, para suprir a demanda.

A falta de investimentos em pesquisa leva os produtores a trabalhar praticamente com apenas duas variedade de soja, o que representa um sério risco de surgir novas doenças e pragas na cultura. Atualmente preocupa a classe produtora e os técnicos, a ferrugem asiática, os nematóides e recentemente o secamento dos ponteiros da planta da soja.

Durante o dia de campo, o Engenheiro Agrônomo, Jeferson Luis Ancelmo apresentou 44 variedades de soja cultivadas no campo de pesquisas da Fundação Chapadão. Ele esplanou as características de cada variedade, plantadas em duas épocas diferentes, a primeira no dia 22 de outubro e a segunda no dia 13 de novembro.

Vazio Sanitário.

Jeferson disse que as diferentes datas de encerramento do vazio sanitário, para evitar a disseminação da ferrugem, entre os estados de MS e MT preocupa. Em Mato Grosso o vazio sanitário termina quinze dias após o de Mato Grosso do Sul. Esperam os técnicos que as datas sejam coincidentes, para melhor controle da doença. No Estado de Goiás a data coincide com Mato Grosso do Sul, 30 de setembro.

Neste ano, segundo os técnicos, a ferrugem asiática atrasou a sua chegada e com isso o desenvolvimento vegetativo e a produtividade tende a aumentar. Outra característica das lavouras neste ano foi o seu grande desenvolvimento vegetativo sem aumento da produtividade.

Durante o dia de campo, Édson Borges agradeceu a expressiva participação dos produtores rurais, as autoridades que compareceram as pessoas que colaboram com a Fundação Chapadão e as Prefeituras e Câmaras de Vereadores, de Chapadão do Sul e de Chapadão do Céu.

Entre as autoridades presentes no dia de campo estavam, o Superintendente de Agricultura e Pecuária do Município, Gean Rubens e o Secretário Municipal de Administração, Finanças e Planejamento, Franciel Braganholo.

Fonte:  http://www.ocorreionews.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=5839:produtores-utilizam-apenas-duas-variedades-de-soja&catid=39:chapadao-do-ceu&Itemid=80