Pecuária

Produtores do município de São Vicente de Minas investem na produção de leite orgânico

08/08/13

 

Cinco produtores de São Vicente de Minas, região Sul do Estado, estão inovando na pecuária leiteira do município. Há algum tempo, eles investem na produção de leite orgânico e, com isso, conseguiram agregar valor e melhorar a qualidade do produto oferecido ao consumidor. Os produtores contam com o suporte técnico da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), que tem estimulado a ampliação da produção de leite orgânico em São Vicente de Minas.

Ao todo, a produção de leite orgânico do grupo é de mil litros por dia. O produto é livre de insumos químicos e antibióticos. Três dos cinco produtores são agricultores familiares e todos obtiveram o certificado de propriedade de leite orgânico do Instituto de Biodinâmica.

O produtor Renato Campos começou a produzir leite orgânico em 2007 e, em 2009, ele conseguiu a certificação de sua propriedade. Na fazenda dele, são produzidos 250 litros de leite por dia. Mas, o pecuarista espera produzir em pouco tempo 400 litros diariamente. Para Renato, é importante investir na produção de alimentos mais saudáveis. “A qualidade dos alimentos é determinada pela ausência de resíduos químicos nocivos à saúde humana. E as técnicas utilizadas para a produção de produtos orgânicos é que resulta na ausência desses resíduos”, ressalta o produtor.

Para produzir leite orgânico, Renato Campos recebe orientações técnicas da Emater-MG. As informações são passadas por meio de palestras e visitas técnicas. A empresa também elabora projetos para obtenção de financiamentos e laudos necessários para o processo de certificação.

Segundo o extensionista da Emater-MG, Ener Boratto, a produção de leite orgânico é uma atividade viável para os agricultores familiares. De acordo com ele, a proposta da empresa é ampliar o número de produtores e a produção de leite orgânico do município. “Nosso objetivo é reunir cerca de 12 produtores para que seja criada uma associação. O município está em crescimento e possui grande potencial para isso”, diz Boratto.

A produção da propriedade de Renato Campos é comercializada em dois laticínios da região. “Queremos oferecer ao mercado um produto diferenciado e nobre. Acredito que os alimentos orgânicos serão amplamente consumidos em um futuro breve”, diz o técnico do Laticínio São Vicente, Roney Meirelles. No Laticínio São Vicente, o leite orgânico é utilizado para produzir queijo orgânico tipo brie e o camembert .

 

Fonte: Agrolink