Pecuária

Produtores de Queijo Artesanal Serrano conquistam prêmio nacional

16/11/2016

Os participantes são membros da Associação de Produtores de Queijo Artesanal Serrano (Aproserra)

O Queijo Artesanal Serrano foi destaque no II Prêmio Queijo Brasil, realizado de 25 a 27 de outubro em São Paulo. Com apoio da Epagri, produtores catarinenses dos municípios de Capão Alto, São José do Cerrito, São Joaquim e Bocaina do Sul inscreveram seus queijos no maior evento do país na área. Dos oito queijos inscritos pelos produtores, um recebeu medalha de ouro e cinco receberam medalhas de bronze. A Epagri é uma empresa vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e atua nas áreas de pesquisa, assistência técnica e extensão rural.

Os participantes são membros da Associação de Produtores de Queijo Artesanal Serrano (Aproserra) e fazem parte de um projeto estruturante que conta com apoio do Programa SC Rural. Entre eles, Joacir Jacó Cordova, de Bocaina do Sul, recebeu medalha de ouro e os produtores José Lourenço Machado (Capão Alto), Rovena Pereira (São Joaquim), Hilda Corrêa, Karine Gamborgi e Maria Leonice Lima (São José do Cerrito) receberam medalhas de bronze.

Para o mestre queijeiro e um dos organizadores do evento, Bruno Cabral Perigo, “o desempenho dos serranos foi ótimo, muitos receberam medalha e, inclusive, o único queijo tradicional brasileiro a receber uma medalha de ouro foi um queijo serrano”. Os queijos inscritos são avaliados por chefs, jornalistas, especialistas, produtores e consumidores. Não há limite para medalhistas, pois o objetivo da premiação é valorizar os queijos bem produzidos, e não gerar concorrência.

O evento fez parte da programação da Semana Mesa SP, organizado pela Revista Prazeres da Mesa, que reúne os mais importantes chefs de cozinha de todo Brasil e alguns internacionais, além de aficionados em queijos, alunos de gastronomia e jornalistas. “Foi uma grande oportunidade para divulgar o Queijo Artesanal Serrano para o maior mercado consumidor do País”, destaca a extensionista da Epagri Andréia Meira. Ela conta que a capacitação dos produtores em boas práticas agropecuárias e de fabricação, por meio da Epagri e de instituições parceiras, além da construção de novas queijarias e instalações adequadas, têm melhorado a qualidade do Queijo Artesanal Serrano. “Isso resulta em premiações como essa e no crescente interesse dos grandes centros consumidores do Brasil”.

Fonte: Secretaria da Agricultura e da Pesca de SC