Pecuária

Produtores de leite de Alagoas recebem cartilha sobre boas práticas de ordenha

07/07/2016

Produtores de leite do Estado de Alagoas vão receber neste mês de julho cartilhas sobre “Boas Práticas de Ordenha”, editada pela Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) e elaborada em conjunto com produtores de leite das regiões do Médio e Alto Sertão, Agreste e Bacia Leiteira.  A distribuição ocorre durante seminários promovidos em quatro cidades alagoanas.

Os eventos, que fazem parte do evento estadual “Governo Presente”, serão realizados no dia 12 em Delmiro Gouveia (Alto Sertão); dia 21 em Batalha (Bacia Leiteira); e dia 22 em Santana do Ipanema (Médio Sertão). Os primeiros contemplados foram os produtores da região do Agreste durante o seminário realizado em Arapiraca na quinta-feira, 7. A promoção é da Secretaria de Agricultura de Alagoas, Emater e secretarias municipais de Agricultura. Nos eventos os técnicos vão contextualizar as ações realizadas na produção das cartilhas e ministrar palestra sobre ordenha higiênica e qualidade do leite.

Projeto: As cartilhas foram elaboradas no âmbito de um trabalho de pesquisa e transferência de tecnologia referente à qualidade do leite para os municípios da bacia leiteira de Alagoas. As ações foram norteadas pela Instrução Normativa 62 emitida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A cartilha teve como ponto de partida um passo a passo elaborado pela Embrapa Gado de Leite e parceiros, no qual apresenta procedimentos que visam à produção de leite seguro do ponto de vista sanitário e nutricional.

O trabalho foi realizado pela Embrapa Tabuleiros Costeiros em parceria com a Secretaria de Agricultura de Alagoas e o Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Banco do Nordeste. Entre as ações que foram realizadas estão avaliações sobre o uso de boas práticas de produção nos procedimentos para a ordenha manual e oficinas com os produtores rurais.

De acordo com os editores técnicos, a analista do Setor de Gestão da Implementação da Programação de Transferência de Tecnologia (Sipt) da Embrapa, Sonise Medeiros, e o pesquisador Amaury Apolônio, a construção das cartilhas se deu por meio da realização de uma oficina, na qual produtores que contribuíram para a realização do projeto debruçaram-se sobre os diferentes jeitos de realizar a ordenha manual, combinando teoria com as estratégias pessoais e descreveram o “passo a passo” da sua região.

 

Fonte: Embrapa