Pecuária

Produção de leite deve crescer

03/01/2018

Apesar da redução significativa dos preços pagos aos produtores, a produção brasileira de leite deve crescer em 2017 na comparação com o ano anterior, voltando ao patamar dos 35 bilhões de litros. A projeção é de Alberto Figueiredo, membro da Diretoria Técnica da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e da Academia Nacional de Agricultura.

De acordo com Figueiredo, isso deve ocorrer ainda em razão do estímulo provocado por preços mais elevados em 2016. Quando observado o valor de remuneração ao produtor em Dólar (preços internacionais) os parâmetros atuais se aproximam da normalidade.

“Essa realidade obrigará os produtores a serem mais eficientes, reduzindo seus custos de produção para se manterem na atividade”, alerta o diretor da SNA. Figueiredo aponta como o principal problema da cadeia produtiva do leite este ano a estagnação do consumo de produtos lácteos, que provocou aumento de estoques e de custos industriais e de comercialização.

O especialista afirma que os produtores precisam melhorar os índices de eficiência e o sistema de transporte, diminuindo a ociosidade. “Por força da salutar competição, os distribuidores precisarão trabalhar com margens mais adequadas ao tipo de produto, que tem um preço final ao consumidor muito baixo se comparado a outros produtos de alimentação”, diz.

“As indústrias, por sua vez, terão a oportunidade de sair do achismo, e partirem para diversificações ou especializações em produtos de qualidade. Com isso, os consumidores poderão usufruir de um leque maior de opções para uma escolha de qualidade e preço”, conclui.

Fonte: Agrolink