Cana de Açúcar

Produção de etanol cai 45% em Mato Grosso; preços podem subir

19/08/2016

Dos 907,02 milhões de litros de etanol, 470,4 milhões são em etanol anidro e 436,5 milhões em hidrato

A produção de etanol hidratado (para abastecer veículos flex) deve cair em 361,8 milhões de litros. A informação é da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) e caso se concretize pode afetar os preços nas bombas. Hoje, o litro do etanol hidratado nos postos de Cuiabá varia entre R$ 2,37 e R$ 2,49. Estimativas do governo federal apontam para o Estado uma produção de 15,854 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, 7,6% inferior ao volume colhido o ano passado.

A produção de etanol deverá ter 13,495 milhões de toneladas de cana-de-açúcar destinadas, 9,1% a menos que no ciclo passado. A perspectiva é que seja produzidos entre etanol anidro (usado na mistura da gasolina) e hidratado 907,02 milhões de litros em 2016. A quantidade é 31,6% a menos que os 1,326 bilhões de litros do ano passado.

Dos 907,02 milhões de litros de etanol a serem produzidos, segundo a Conab, 470,4 milhões são em etanol anidro e 436,5 milhões em hidrato. Utilizado no abastecimento de veículos flex, a produção de etanol hidratado pode cair de 798,4 milhões de litros para 436,5 milhões.

O diretor executivo do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras do Estado de Mato Grosso (Sindalcool-MT), Jorge dos Santos, contesta os números apresentados pela Conab e afirma que a redução registrada foi apenas na produção de etanol de milho, em decorrência aos preços da saca do cereal que hoje estão na casa dos R$ 30.

“A moagem da cana em Mato Grosso ainda ocorre e as nossas projeções quanto indústria apontam uma produção de 1,150 bilhão de litros de etanol, dos quais aproximadamente 600 milhões de litros são etanol hidratado. O consumidor não será afetado com aumento de preço nas bombas”, pontuou o diretor do Sindalcool-MT, Jorge dos Santos, ao Agro Olhar.

Fonte: Olhar Direto