Milho

Produção agrícola no Pará cresce 5,81% e ultrapassa 7 milhões de toneladas

Na produção de frutos, a variação também foi positiva, de 4,48%

Fonte: Notícias agrícolas

No Pará, a produção agrícola em abril cresceu 5,81%, em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 7.473.030 toneladas, segundo dados da quarta estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) , do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), analisados pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp). Divulgado na sexta-feira (13), o estudo considerou 14 culturas nos grupos dos grãos, frutas, fibras e indústrias.

Na produção de frutos, a variação também foi positiva, de 4,48%, enquanto o grupo indústrias foi responsável por 69% de toda a produção agrícola do Estado em abril deste ano.

O levantamento mostra que cinco culturas concentram maior parte da produção, com aproximadamente 86,35% do total: soja (4,07%), banana (6,67%), milho (6,99%), cana de açúcar (8,9%) e mandioca (59,72%), esta representando mais da metade do que foi produzido no período.

A soja liderou as maiores variações positivas em relação a abril do ano passado, dentre os produtos pesquisados, com aumento de 33,62%, seguida pelo cacau (13,05%) e a juta (137,04%). A produção absoluta de soja foi de 81,7 mil toneladas, em uma área plantada que aumentou 27,1% em comparação a 2010. A área colhida foi de 108.350 hectares, com rendimento médio de 2.997 kg/ha. A produção de soja está concentrada em 16 municípios, com destaque para Paragominas e Dom Eliseu (no nordeste do Estado) e Santarém (no oeste).

Nacional – A expansão na produção de soja acompanha os resultados do oitavo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) sobre a produção de grãos no país, considerando cooperativas, sindicatos rurais, entidades públicas e privadas. O levantamento também aponta números bastante significativos: houve ampliação da área plantada em 2,9%, alcançando 24,1 milhões de hectares, enquanto a produção nacional cresceu 7,2%, subindo para 73,6 milhões de toneladas.

Em relação às fibras, o crescimento da produção de juta resulta da expansão de 177,78% na área plantada. No Pará, a juta é cultivada em 19 municípios. Os principais produtores são Juruti e Óbidos (no oeste), Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá e Ipixuna do Pará (no nordeste).

O estudo do IBGE mostra que a produção do milho no Estado cresceu 7,84%, impulsionada pelo aumento da área plantada em 5,47%. A Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária divulgou em seu boletim “Custos e Preços” que o preço do milho se manteve no mercado interno, durante o mês de março, mas acabou beneficiado pela retração da oferta do milho “safrinha”.

Entre as culturas que registraram queda na produção estão: café (17,31%), arroz (16,12%), laranja (0,95%) e feijão (0,56%). A redução na produção de arroz está associada à diminuição de 13,43% da área plantada e do rendimento médio de 3,13%, entre abril de 2010 e de 2011. Na microrregião de Paragominas ocorreu a maior redução na área plantada devido à ampliação do cultivo de soja.

Fonte: http://www.agrocim.com.br/noticia/Producao-agricola-no-Para-cresce-581-e-ultrapassa-7-milhoes-de-toneladas.html