Máquinas e Implementos Agrícolas

Procura por tecnologia deve estimular vendas na Agrishow 2014

29/04/2014

As perspectivas de uma boa colheita da safra de verão no Brasil, somadas as vantagens que os financiamentos governamentais para aquisição de máquinas e implementos agrícolas oferecem, estão criando o ambiente ideal para sustentar um clima positivo em relação às vendas destes produtos durante a 21ª Agrishow, que acontece entre os dias 28 de abril a 2 de maio, em Ribeirão Preto, SP. A feira é considerada a vitrine do setor, onde todos os participantes buscam lançar novidades. Com a perspectiva de capitalização do produtor, depois da boa safra, os fabricantes acreditam que haverá uma forte procura por inovações tecnológicas, por isto apostam forte na apresentação do que de melhor possuem em seu portfólio, para atender a esta demanda.

Por conta deste cenário bastante favorável o diretor comercial e de marketing da LS Mtron, André Rorato, empresa sulcoreana proprietária da marca de tratores LS Tractor, disse que a empresa vai apresentar, novamente, os seus diferenciais tecnológicos e, pela primeira vez, toda a linha de produtos já nacionalizados ou seja, aptos para financiamentos via Finame e Mais Alimentos. Os modelos destacados para a feira são os P100, P 90 e P80 cabinado, P100, P90 e P80 R, U60 cabinado, U60, R60, R50 e G40. Além disto, terá a presença dos sistemas de financiamento; a LS Finance e o Consórcio LS “e boa parte dos concessionários vão estar na Agrishow para atender aos produtores que querem conhecer os diferenciais dos nossos produtos”, conclui Rorato.

Bom para a Pecuária – Outro setor que vem otimista para esta edição é o de máquinas para a pecuária. Cada vez mais, a competitividade na pecuária depende da preparação e distribuição de uma ração eficaz, tanto no aspecto nutricional como técnico e econômico. Fortalecida pela sua experiência na concepção e desenvolvimento de máquinas destinadas à alimentação animal, a Ipacol Máquinas Agrícolas, concebeu um novo misturador de ração agora em formato vertical, que veio ampliar o portfólio da família Tratomix, o Tratomix Vertical Ipacol – VFTM 9.0 produto que veio para atender a um segmento específico de mercado. O Diretor de Desenvolvimento de Produtos da Ipacol, Carlos A. Antoniolli, diz que a empresa lança este produto porque aposta em uma nova fase no trato animal com esta
opção de misturador vertical, ainda muito pouco utilizado no Brasil e vastamente difundido no hemisfério norte. Outro produto recém saído do forno é o Vagão Distribuidor de Biofertilizante, VDB 10.0 m³, equipamento que não tem similar no Brasil, que vem completar a linha de produtos da Ipacol, neste segmento, ampliando as opções de escolha
do produtor. O VDB é uma máquina muito poderosa para distribuição precisa de fertilizantes orgânicos, podendo também se converter em vagão para transporte e descarga de silagens. Possui como novidade rotores e discos espalhadores balanceados standard localizados na parte traseira (saída) que são lançadoras do produto no solo.

Biomassa – Os bons preços obtidos pela pecuária leiteira e de corte em 2013 estimularam a que o Grupo Bouwman acreditasse mais no potencial de mercado da região do planalto gaúcho em termos de investimento por parte do produtor. A conseqüência disto é o reforço na linha de equipamentos que serão expostos no estande. Os produtos
escalados para este segmento são a Carreta Misturadora Trioliet Solomix 1-800, o Espalhador KW 4.62/4, o Enleirador Swadro 38, Empacotador Tanco E-100 AS e a Segadeira AM 243 CV. Todos os produtos de marcas mundialmente reconhecidas e representadas no Brasil, pelo Grupo.

Mas o Grupo guardou um produto em especial para apresentar na Agrishow. Trata-se da Big Pack 1290 HDP II sugar cane. A Krone tem expertise é o de produção de fardos para biomassa, para queima em fornos e substituição da madeira. Em um trabalho já comprovado da sua eficiência, em uma usina paulista de cana, quatro máquinas modelo BiG Pack 1290 HDP XC equipadas com PreChop estão trabalhando para enfardar a palha da cana, resolvendo o problema de escassez e aumento do custo da matéria prima original, o bagaço, para geração de energia. Ao mesmo tempo, a usina livra-se do excesso de palhada no campo, fator causador de vários problemas na cultura. O projeto é o
maior startado no Brasil, e prevê uma produção anual de mais de 70 mil toneladas de palha picada e enfardada.
Segundo o especialista de produto da Krone, o acessório PreChop utilizado é responsável por realizar uma picagem efetiva do material, antes do processo de enfardamento. “A granulometria média fica entre 50 e 70 mm, sendo o único processo que permite a queima simultânea do material, sem necessidade de rotores estacionários na Usina, explica
o Diretor Comercial da marca no Brasil, Rafael Bouwman.

Fonte: Agrolink