Preços dos fertilizantes não devem disparar em 2014

28/01/2014

Os preços dos fertilizantes não devem apresentar altas significativas em 2014. É o que projeta Fábio Silveira, diretor de pesquisa econômica da GO Associados. “Não vemos o preço do fertilizante disparando”, disse ele ao jornal DCI.

O analista baseia sua projeção na perspectiva de queda do preço do petróleo. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), o valor médio passou de US$ 499 por tonelada em 2012 para US$ 448 por tonelada em 2013 – uma diminuição de 10,2%.

Com a queda nos preços internacionais sendo compensada pela maior valorização cambial do Real, a tendência é de estabilização. O diretor executivo da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), David Roquetti Filho, explica: “Como importamos quase 70% do que consumimos, essa diminuição não foi muito sentida”.

Fonte: Agrolink
Autor: Leonardo Gottems