Pecuária

Preços de bezerros sobem cerca de 9% em Mato Grosso em 2013

31/07/13
O preço de bezerros de 12 meses para reposição na pecuária de corte de Mato Grosso está quase 9% mais caro em relação ao começo deste ano, segundo o levantamento de preços de gado do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgados na segunda-feira (29-07) no boletim da bovinocultura.

Conforme o Imea, a fêmea está cotada atualmente a R$ 527,45 por cabeça, uma variação positiva de 0,92% ante a semana passada e 8,72% a mais que há 15 semanas. Já o macho bovino de um ano é cotado atualmente a R$ 782,38 por cabeça, alta de 1,61% na comparação com a semana anterior e 8,95% a mais que há quatro meses.

Conforme o boletim do Imea, as atuais cotações para essas categorias jovens de bovinos refletem a falta de oferta no Estado, reflexo direto do abate de matrizes excessivo nos anos de 2011 e 2012. “Para este ano a oferta deve continuar curta, não sendo raro encontrar preços acima da referência do Imea para as categorias dos jovens animais”, visualiza o instituto.

A alta no preço dos nelores para reposição também é sentida quando o pecuarista vai renovar o plantel com fêmeas de 18 meses e vacas paridas. As duas categorias estão com tendência altista, reflexo da baixa oferta da matriz e da futura matriz em Mato Grosso.

A vaca está cotada atualmente a R$ 1.176,05 por cabeça, obtendo valorização de R$ 68,74 comparada à primeira semana do mês de abril, quando o preço era de R$ 1.133,85/cabeça. Para a novilha a valorização foi mais contida, R$ 48,63/cabeça, com preços variando de R$ 615,48 na primeira semana de abril para R$ 664,11/cabeça na semana passada.

Fonte: Agrolink