Pecuária

Preço do leite tende a cair ao consumidor com a chegada das chuvas; valor baixou 3,35% ao produtor

14/11/2016

A chegada do período das chuvas em Mato Grosso tende a elevar a oferta de leite no mercado proporcionado uma queda no preço aos consumidores do litro do produtor e seus derivados, bem como ao produtor. Em setembro, o litro pago pela indústria foi de R$ 1,175, valor 3,35% abaixo da remuneração recebida pelos produtores pelo leite captado em agosto de R$ 1,216.

O litro do leite pago ao produtor em setembro apresentou queda após sete meses de alta consecutiva, conforme levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O mesmo é verificado com o consumidor final, onde constata-se que o preço médio do litro de leite UHT integral (caixinha) caiu de R$ 4,76 para R$ 3,69 no comparativo de setembro com novembro.

A pecuária leiteira em Mato Grosso, explica o gestor executivo da Associação dos Produtores de Leite de Mato Grosso (Aproleite-MT), Guto Zanata, passa por um processo de transição do período de seca para o chuvoso. “Isso dá um aumento substancial de forma natural na produção de leite, porque teremos uma maior oferta de pastagem verde de novo, o que irá provocar uma chegada maior de produto aos laticínios e consequentemente o preço ao produtor cai, bem como ao consumidor”, comenta em entrevista ao Agro Olhar.

Remuneração ao produtor

De acordo com Zanata, apesar do preço pago ao produtor ter subido em 2016, mais precisamente no período de entressafra, o valor não foi o suficiente para investimentos.

“O produtor de leite vem de um período de dois anos muito ruins e mesmo que os preços tenham melhorado esse ano o custo de produção está alto. A alimentação impactou muito, bem como o preço da mão de obra e a energia elétrica”.

Fonte: Olhar Direto