Soja

Preço da soja recua 1,7% no Paraná

Baixa demanda e preocupações com a economia global afetaram valor do grão no Brasil e no exterior

CEPEA
Os preços da soja no Brasil e no exterior não resistiram às preocupações com a economia global, especialmente com dívidas de países da zona do euro, somadas à baixa demanda dos últimos dias. Na Bolsa de Chicago (CBOT), os preços chegaram ao menor patamar do ano, pressionados também pela redução do consumo de farelo nos Estados Unidos, devido ao ritmo mais lento da produção de frangos.
Considerando o primeiro vencimento da CBOT para o grão e farelo de soja, cálculos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) apontam que, na semana passada, o preço do farelo representou apenas 55% da receita obtida com o esmagamento da soja, a menor participação desde abril.
No Brasil, tomando-se como base os preços ponderados no Paraná (Indicador Cepea/Esalq), houve queda de 1,7% na última semana, com a saca a R$ 45,00 na sexta, dia 11. Em relação ao produto já transferido para o porto de Paranaguá (Esalq/BM&FBovespa), o preço da saca foi de R$ 47,50 ou US$ 27,24 na sexta, recuos de 1,4% e 1% respectivamente, sobre a sexta anterior.
Apesar do enfraquecimento do mercado nesse momento, a área de soja no Brasil deve aumentar entre 0,9% e 3% na safra 2011/2012, para até 24,9 milhões de hectares, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=preco_da_soja_recua_1,7_no_parana&id=65424