Pragas de Grãos Armazenados

BROCA

É uma praga encontrada em todas as regiões produtoras de café do mundo. Essa praga é considerada importante porque ataca os frutos em qualquer estágio de maturação, inclusive grão já seco.

Sintomas

Tanto os adultos quanto as larvas atacam os frutos, causando danos nas sementes, afetando a produção da lavoura. A destruição da semente compromete a bebida e a comercialização do produto.

Bioecologia

Quando adulto trata-se de um coleóptero de tamanho reduzido, cabeça cilíndrica e um pouco recurvado para a região posterior. Os machos só diferem das fêmeas no que diz respeito ao tamanho, são menores que as fêmeas, e as asas, que são mais rudimentares. Com isso, os machos não voam, ficando sempre no fruto onde foi originado.

A postura é realizada no interior das sementes através da abertura de galerias. Os ovos são pequenos, sendo que no início, a fêmea coloca dois ovos por dia, passando a colocar depois um ovo por dia, e, por fim, coloca um ovo a cada dois dias. Após a eclosão, as larvas alimentam-se desagregando as partículas da câmara onde nasceram. O período larval dura aproximadamente 14 dias, de modo que ao término do mesmo, as lagartas passam para a fase de pupa. O ciclo biológico dessa praga dura aproximadamente 30 dias.

Controle

A vespa-de-Uganda e o fungo Beauveria spp. podem ser usados no combate a essa praga.

Fazer o repasse nas lavouras, evitando que os frutos fiquem na lavoura após a colheita.

Fazer uso de inseticidas específicos, conforme recomendação do fabricante.

BESOURO

É considerada uma praga secundária para a cultura do milho apesar de atacar os grãos e sementes, deixando-os em condições imprestáveis. Seu ataque pode ser observado também nas culturas do algodão, arroz, castanha-do-pará, girassol, trigo e ainda em farinhas.

Sintomas

As lagartas alimentam-se preferencialmente do embrião das sementes, grãos e farinhas, principalmente quando o estado de conservação dos mesmos não é bom.

Bioecologia

São coleópteros de tamanho reduzido, porém com cabeça bastante desenvolvida, de largura quase idêntica a do pronoto. A coloração é castanho-avermelhada com tonalidade brilhante. O corpo é alongado e achatado.

Os ovos podem ser encontrados em grãos já perfurados ou ainda em material farináceo. Após a eclosão, surgem larvas de coloração branco-amarelada, sendo que na ponta do abdome observa-se dois apêndices pretos, direcionados para trás. O ciclo evolutivo dessa praga completa-se em aproximadamente 2 meses.

Controle

Deixar os grãos, sementes e farinhas em locais que favoreçam um bom estado de armazenamento.
Produtos recomendados para o controle de traças:
GASTOXIN B57 – BEQUISA

BEQUISA

CARUNCHO DO CAFÉ

É um inseto que tem grande ocorrência em regiões tropicais, causando danos a muitos produtos armazenados, especialmente o café. Outras culturas em que a espécie tem ocorrência de importância econômica são algodão, amendoim, arroz, babaçu, cacau, café, dendê, feijão, milho, nozes e trigo.

Sintomas

Ataca os grãos em coco, despolpados ou beneficiados, deixando orifícios que servem para a saída do adulto. Os maiores prejuízos acontecem com o café armazenado.

Bioecologia

Trata-se, quando adulto, de um coleóptero medindo aproximadamente 5 mm de comprimento e 3 mm de largura máxima. A coloração da parte superior do seu corpo é cinza-escura, sujeita a mudanças de acordo com a idade e ambiente em que vive. Os élitros possuem manchas em forma de pontos, de colorações clara e escura. A oviposição ocorre nos grãos, mais exatamente em orifícios próximos ao embrião. Os ovos possuem colorações branca e transparente após a postura.

Quando completamente desenvolvidas, as larvas medem aproximadamente 5 mm de comprimento e 2,5 mm de largura. Não possuem pernas, o corpo tem formato de arco, recoberto por uma fina e longa pilosidade. Penetram inicialmente entre os pergaminhos dos frutos, de modo que posteriormente penetram nas sementes, de onde tiram o alimento. A fase de pupa varia de 6 a 9 dias, sendo que estas são de coloração branca, passando a escuras à medida que aproximam-se da emergência.

Esta praga é mais facilmente encontrada em locais de umidade e temperaturas elevadas.

Controle

Produtos recomendados para o controle de carunchos:

GASTOXIN B57 – BEQUISA

GORGULHO

Pertence a um grupo de gorgulhos que atacam grãos armazenados. Ocorre principalmente em milho armazenado, ocorrendo também em arroz, cevada, sorgo e trigo.

Sintomas

Pode infestar os grãos, tanto armazenados como ainda no campo. As larvas, assim como os adultos, penetram nos grãos, causando redução do peso e diminuindo a qualidade do grão. Apresenta elevado potencial de reprodução. Os danos decorrem da redução de peso e de qualidade do grão (Lorini & Schneider, 1994).

Bioecologia

É um gorgulho de coloração castanho-escura a negra, com manchas mais claras nos élitros (asas anteriores), possui cabeça em forma de rostro projetado para frente, e tem aproximadamente de 2,0 a 3,5 mm de comprimento. As larvas são de coloração amarelo-clara, com cabeça marrom-escura, e as pupas são brancas (Mound, 1989; Booth et al., 1990).

Nos machos, o rostro é mais curto e grosso, e nas fêmeas, mais longo e afilado. O período de oviposição é de 104 dias, e o número médio de ovos por fêmeas é de 282. A longevidade das fêmeas é de 140 dias. O período de incubação oscila entre 3 e 6 dias, e o ciclo de ovos até a emergência de adultos é de 34 dias (Lorini & Schneider, 1994).

Controle
Produtos recomendados para o controle de gorgulhos:- GASTOXIN B57 – BEQUISA

TRAÇA

Ocorre principalmente em arroz, centeio, cevada, milho, sorgo e trigo.

Sintomas

Se desenvolvem sobre resíduos de grãos e farinhas deixados pela ação de outras pragas. Seu ataque prejudica a qualidade dos grãos armazenados e torna o produto imprestável para o consumo, em razão da grande quantidade de resíduos dos insetos no produto final.
Bioecologia

Os adultos são mariposas de coloração parda, com 20 mm de envergadura, com asas anteriores longas e estreitas, de coloração acinzentada, com manchas transversais cinza-escuras. As asas posteriores são mais claras.

A fêmea oviposita de 200 a 300 ovos. As larvas atingem até 15 mm de comprimento; possuem coloração rosada e pernas e cabeça castanhas; tecem um casulo de sedas, em cujo interior empupam. O período de ovo a adulto estende-se por aproximadamente 40 dias.

O período de incubação dura cerca de 3 dias, a fase larval 32 dias, a fase de pupa 7 dias, e a longevidade de adultos é de, aproximadamente, 15 dias (Lorini & Schneider, 1994).

Controle
Produtos recomendados para o controle de traças:

GASTOXIN B57 – BEQUISA

Fonte:  Livro Manual Téc. para o Manejo Integrado
de Pragas de Grãos de Cereais Armazenados – Irineu Lorini

http://www.ruralpecuaria.com.br/search/label/Soja