Cadeia Produtiva

Potencialidades

Ultimamente maior ênfase tem sido dada à exploração em sistemas agroflorestais com mais de um cultivo perene e/ou de ciclo curto.

A seringueira tem-se destacado com uma opção econômica para consorcio com culturas como feijão, mamão, abacaxi, bata doce, banana, pimenta-do-reino, café, palmito e cacau.

O sucesso desses consórcios depende da escolha correta do espaçamento para as seringueiras em função do cultivo que se pretende intercalar. Há várias alternativas de plantio, porém as mais atrativas sugerem distâncias mínimas de dois metros entre as linhas de seringueira e o outro cultivo.

Os consórcios com seringueira têm sido apontados como exemplo bem sucedido de sistema agroflorestal sustentável para a região, sob o ponto de vista agronômico, ecológico, social e econômico.

Assim, a Seringueira deixa de ser uma “cultura de longo ciclo”, já que serão utilizados outros cultivos que, como o Maracujá, já estão produzindo após seis meses de plantio, ou mesmo a “lavoura branca” e a Soja, que podem ser colhidos com três a quatro meses de plantados. A Banana pode começar a ser colhida em nove meses, o Mamão também em nove meses, permitindo assim o agricultor usufruir uma renda de sua produção em curto prazo.

A Seringueira tem a vantagem de ser uma cultura ecologicamente correta, pois restaura a força do solo cansado, com intensa produção de nitrogênio em suas raízes e altera o clima seco e quente com a formação de verdadeiras florestas, de densa cobertura, criando um microclima saudável e temperado no interior do seringal.

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/historia-da-borracha/seringueira-5.php